Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/9085
Document type: Tese
Title: Capacidade de exercício e utilização de pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP) em crianças e adolescentes com asma grave resistente à terapia
Author: Schindel, Cláudia Silva 
Advisor: Donadio, Márcio Vinícius Fagundes
Abstract (native): Introdução: A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas inferiores, caracterizada por limitação do fluxo aéreo e pela hiperresponsividade brônquica. Um subgrupo de crianças com asma grave não responde adequadamente ao tratamento, sendo classificados como asma grave resistente à terapia (AGRT). Devido a fatores como sibilos recorrentes, tosse, falta de ar, uso contínuo de medicações, bronconstrição induzida pelo exercício (BIE) e hiperinsuflação pulmonar dinâmica, esses pacientes podem apresentar limitações na capacidade de exercício. Objetivo: Avaliar a capacidade de exercício e o efeito do uso de pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP) sobre a tolerância ao exercício em crianças e adolescentes com AGRT. Métodos: Esta tese está dividida em dois artigos. Ambos os estudos incluíram crianças e adolescentes com diagnóstico de AGRT, com idade entre seis e 18 anos. O artigo 1 consiste em um estudo do tipo transversal. Foram realizados teste de função pulmonar (espirometria), teste de exercício cardiopulmonar (TECP) e teste de BIE. A associação entre as variáveis foi avaliada. Já o artigo 2 constituiu em um estudo do tipo ensaio clínico, controlado, randomizado, com crossover. Os participantes utilizaram, em ordem aleatória, CPAP (PEEP 10cmH2O e FiO2 0,21) ou placebo (controle - CPAP com PEEP mínima), ambos por um período de 40 minutos. Após cada uma das intervenções, os pacientes realizaram o TECP. Em visita subsequente, após período de washout, os pacientes participaram do procedimento oposto ao inicial. Todos os testes seguiram as recomendações internacionais. Resultados: No estudo 1 foram incluídos 24 pacientes com AGRT e média de idade de 11,5±2,6 anos. A média do volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) foi de 91,3±9,2%. O BIE ocorreu em 54,2% dos pacientes. No TECP, o consumo máximo de oxigênio (VO2) foi de 34,1±7,8 mL.kg-1.min-1. Ao correlacionar as variáveis do TECP e da espirometria encontramos correlação significativa da reserva ventilatória com o VEF1 (r=0,57; p=0,003). Da mesma forma, houve correlação significativa do TECP com o percentual de queda do VEF1 no teste de BIE, tanto para o VEVO2 (r=0,47; p=0,02), como para o VEVCO2 (r=0,46; p=0,02). Pacientes com VEF1<80% apresentaram menor reserva ventilatória (p=0,009). Além disso, a frequência cardíaca de repouso apresentou correlações com valores de pico do exercício no TECP, incluindo o VO2 (r=-0,40; p=0,04), VEVO2 (r=0,46; p=0,02) e VEVCO2 (r=0,48; p=0,01). No estudo 2, 13 pacientes com média de idade de 12,30±1,7 anos completaram os protocolos. As variáveis de pico de fluxo expiratório (PFE) e VEF1 antes do uso de CPAP e após a realização do TECP não apresentaram diferenças significativas. Em relação aos resultados do TECP, não houve diferença significativa (p=0,5) entre o controle e o CPAP no pico do exercício (VO2 em mL.kg-1.min-1 – CON: 33,4±6,3 e CPAP: 34,5±5,9). No entanto, o CPAP (12,7±2,1) apresentou um tempo total de teste (min) significativamente (p=0,01) maior do que o CON (11,8±1,5). Conclusão: Apesar do baixo comprometimento da capacidade de exercício, crianças e adolescentes com AGRT e redução da função pulmonar apresentam diminuição da reserva ventilatória. Diferentes aspectos do desempenho físico são influenciados por determinantes distintos, incluindo a função pulmonar e a BIE. Além disso, a utilização de CPAP antes da prática de exercício físico aumenta o tempo de permanência em exercício em crianças a adolescentes com AGRT, porém não altera as principais variáveis marcadoras de desempenho no TECP.
Abstract (english): Introduction: Asthma is a chronic inflammatory disease of the lower airways, characterized by airflow limitation and bronchial hyperresponsiveness. A subgroup of children with severe asthma does not respond adequately to treatment, and is classified as severe therapy-resistant asthma (STRA). Because of factors such as recurrent wheezing, coughing, shortness of breath, continued use of medications, exercise-induced bronchoconstriction (EIB), and dynamic pulmonary hyperinflation, these patients may have limitations in exercise capacity. Objective: To evaluate exercise capacity and the effect of continuous positive airway pressure (CPAP) on exercise tolerance in children and adolescents with STRA. Methods: This thesis is divided into two articles. Both studies included children and adolescents diagnosed with STRA, aged between six and 18 years. Article 1 consists of a cross-sectional study. Pulmonary function test (spirometry), cardiopulmonary exercise test (CPET) and EIB test were performed. The association between variables was evaluated. Article 2 is a randomized controlled clinical trial with crossover. Participants used, in a random order, CPAP (PEEP 10cmH2O and FiO2 0.21) or placebo (control - CPAP with minimum PEEP), both for a period of 40 minutes. After each intervention, the patients underwent CPET. At a subsequent visit, after a washout period, the patients participated in the procedure opposite to the initial one. All tests followed international recommendations. Results: Study 1 included 24 patients with STRA and mean age of 11.5±2.6 years. The mean forced expiratory volume in the first second (FEV1) was 91.3±9.2%. EIB occurred in 54.2% of the patients. At the CPET, the maximum oxygen consumption (VO2) was 34.1±7.8 mL.kg-1.min-1. When correlating the CPET and spirometry variables, we found a significant correlation between the ventilatory reserve and FEV1 (r=0.57, p=0.003). Likewise, there was a significant correlation between CPET and the percent of FEV1 fall in the EIB test, both for VEVO2 (r=0.47, p=0.02) and for VEVCO2 (r=0.46; p=0.02). Patients with FEV1 <80% presented lower ventilatory reserve (p=0.009). In addition, resting heart rate correlated with CPET peak exercise values, including VO2 (r=-0.40, p=0.04), VEVO2 (r=0.46, p=0.02) and VEVCO2 (r=0.48, p=0.01). In study 2, 13 patients with mean age of 12.30±1.7 years completed the protocols. The peak expiratory flow (PEF) and FEV1 before CPAP and after CPET did not show significant differences. There were no significant differences (p=0.5) between control and CPAP at peak exercise (VO2 in mL.kg-1.min-1 - CON: 33.4±6.3 and CPAP: 34.5±5.9). However, CPAP (12.7±2.1) had a significantly higher total test time (min) (p=0.01) than CON (11.8±1.5). Conclusion: Despite the low impairment of exercise capacity, children and adolescents with STRA and reduced pulmonary function have decreased ventilatory reserve. Different aspects of physical fitness are influenced by distinct determinants, including pulmonary function and EIB. In addition, the use of CPAP prior to physical exercise increases the total time of exercise in children and adolescents with STRA, but does not change the main performance markers on CPET.
Keywords: Asma
Ventilação Não Invasiva
Consumo de Oxigênio
Tolerância ao Exercício
Asthma
Non-Invasive Ventilation
Oxygen Consumption
Exercise Tolerance
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
CIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina/Pediatria e Saúde da Criança
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 05/02/2025
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/9085
Issue Date: 27-Jun-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Pediatria e Saúde da Criança

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TES_CLAUDIA_SILVA_SCHINDEL_CONFIDENCIAL.pdfCLAUDIA_SILVA_SCHINDEL_TES473.85 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.