Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8989
Document type: Tese
Title: Estabilidade e complicações pós-operatórias em osteotomia le fort i associada ao uso de substitutos ósseos - revisão sistemática
Author: Melo, Marcelo Fernandes Santos 
Advisor: Teixeira, Eduardo Rolim
First advisor-co: Oliveira, Rogério Belle
Abstract (native): Essa revisão sistemática foi conduzida para avaliar a estabilidade e complicações pós-operatórias da osteotomia Le Fort I (OLFI) com uso de enxertos ósseos com intuito de melhorar o entendimento dessa técnica e averiguar a necessidade de novas metodologias sobre o assunto. A busca sitemática foi efetuada nas bases de dados PubMed, EMBASE, Biblioteca Cochrane, literatura cinza (OpenGrey, registros de ensaios clínicos and Google Scholar) e busca manual, obtendo 1748 artigos publicados até 2019. Destes, 72 foram selecionados para leitura na íntegra, mas apenas 23 foram incluídos nessa revisão. O nível de concordância entre os autores para seleção dos estudos e para elegibilidade foi considerado excelente (k= 0.891 e k= 0.907 respectivamente). A qualidade metodológica foi considerada baixa, tendo todos estudos incluídos alto potencial de vieses. Mesmo assim, o estudo destaca que o enxerto ósseo reduz a taxa de recidiva fornecendo resultado das medidas estáveis nos planos sagital e vertical da maxila. Esses resultados de estabilidade permitiram organizar uma categorização estratificada dos movimentos cirúrgicos em ambos os planos da maxila, afirmando que o enxerto ósseo pode estar bem indicado para avanço maxilar > 5 mm e reposicionamento inferior ≥ 3 mm. As complicações pós-operatórias mais freqüentes foram o deslocamento do bloco HA, propagação da cicatriz do local doador e sinusite. Os enxertos alogênicos e aloplásticos apresentaram maior prevalência em relação às complicações, com taxas de 6.1% e 5% respectivamente. Portanto essa técnica de enxertia apresenta baixa taxa de complicação sendo considerada segura. Apesar das diretrizes propostas nesta revisão sistemática, houve amostras pequenas de alguns estudos, heterogeneidade em métodos e resultados, poucos ensaios clínicos com grupo controlado e uso de sobreposição 2D das alterações cirúrgicas. Isso indica a necessidade de pesquisas mais sólidas baseada em evidências para dar suporte a esses resultados.
Abstract (english): This review systematic was conducted to evaluate the stability and postoperative complications of Le Fort I osteotomy with the use of bone grafting in order to improve the understanding of this technique and to investigate the need for new methodologies on the subject. The systemmatic search was carried out in PubMed, EMBASE, Cochrane Library databases, grey literature (Opengrey, Register of clinical trials and Google scholar) and manual search, yielding 1748 articles published up until 2019. Of these, 72 articles were selected for full-text screening, but only 23 articles were included. The level of agreement between the authors for study selection and for eligibility was considered excellent (k = 0.891 and k = 0.907 respectively). Methodological quality was considered low, with all studies including high bias potential. Even so, the study highlights that the bone grafting reduces the rate of relapse by providing results of stable measurements in the sagittal and vertical planes of the maxilla. These stability results allowed us to organize a stratified categorization of the surgical movements in both planes of the maxilla, stating that the bone graft may be well indicated for maxillary advancement > 5 mm and inferior repositioning ≥ 3 mm. The most frequent postoperative complications were HA block displacement, donor site scarring and sinusitis. The allogeneic and alloplastic grafts presented a higher prevalence regarding complications with rate of 6.1% and 5% respectively. Therefore, this grafting technique presents a low complication rate and is considered safe. Despite the guidelines proposed in this systematic review, there were small samples in some studies, heterogeneity in methods and results, few clinical trials with xi controlled group and use of 2D overlap of surgical changes. This indicates that more robust, evidence-based research is needed to support these results.
Keywords: Revisão Sistemática
Cirurgia Ortognática
Osteotomia Le Fort I
Enxertos Ósseos
Estabilidade
Complicações
Complications
Stability
Bone Grafting
Osteotomy
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 29/10/2024
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8989
Issue Date: 5-Aug-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TES_MARCELO_FERNANDES_SANTOS_MELO_CONFIDENCIAL.pdfMARCELO_FERNANDES_SANTOS_MELO_TES556.56 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.