Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/9430
Document type: Tese
Title: Acurácia da técnica de oscilações forçadas na avaliação do controle da doença em pacientes asmáticos graves
Author: Chiabai, Joseane 
Advisor: Jones, Marcus Herbert
Abstract (native): Introdução: Asma é uma doença inflamatória crônica do trato respiratório, que afeta tanto as grandes quanto as pequenas vias aéreas. A patogênese é bem heterogênea, ocorrendo fenótipos distintos. Avaliar o grau de inflamação das vias aéreas mais periféricas tem se revelado essencial para um manejo mais adequado, pois a inflamação mais distal é um importante fator associado a pior controle da doença. A espirometria, o método mais utilizado na prática clínica, pode ser insensível em detectar alterações nas pequenas vias aéreas e em discriminar as mudanças no estado de controle da asma. Desta forma, novos testes tem sido propostos, e análises da impedância respiratória, utilizando a técnica de oscilometria, vêm se destacando. Objetivos: Investigar a utilidade da oscilometria - espectral e intra-breath – na avaliação do controle da asma, em indivíduos com doença grave e determinar os melhores parâmetros que detectam asma não controlada. Métodos: Estudo transversal, de caráter exploratório. Foram recrutados adultos com asma grave do centro de referência em asma da Santa Casa de Misericórdia de Vitória-ES. Os participantes foram submetidos a avaliação clínica e de função pulmonar (oscilometria - espectral e intra-breath - e espirometria). O controle da asma foi verificado utilizando-se o Teste de Controle da Asma (ACT). Escore maior ou igual a 20 pontos do ACT foi adotado como indicativo de asma controlada. A análise estatística foi realizada no ambiente computacional R. Um valor de p <0,05 foi considerado significativo. Os dados categóricos foram apresentados em frequência absoluta e relativa, utilizando-se, para análise, teste exato de Fisher, teste t independente ou teste U de Mann-Whitney. Teste de Spearman foi aplicado na análise exploratória de correlação entre ACT e função pulmonar. As áreas sob as curvas ROC (AUC) do modelo foram plotadas para determinar o desempenho diagnóstico de cada variável. Resultados: Sessenta asmáticos foram avaliados, sendo a média de idade 56,7 anos. Houve predomínio de mulheres (82%), e a maioria (63%) relatou início dos sintomas de asma na infância ou adolescência. Os indivíduos com uma pontuação no ACT de 20 ou mais e 19 ou menos foram classificados como tendo asma controlada (n=31) e asma não controlada (n=29), respectivamente. Não houve diferença entre os grupos em idade, sexo, etnia, idade do início dos sintomas de asma ou tratamento farmacológico atual. Em relação aos testes de função pulmonar, na avaliação basal, não houve diferença, nas variáveis da espirometria, entre os dois grupos. A análise de dados da técnica de oscilometria identifica que a asma não controlada esteve associada à maior resistência (para R8 e R10), reatância mais negativa (para X6, X8 e X10) e menor complacência respiratória, na análise espectral (p<0,05). Além disso, todos os parâmetros da oscilometria intra-breath apresentaram diferenças significativas entre asmáticos controlados e não controlados (p<0.01 para RmeanI, ReE, R, XmeanE, XeE, XeI e X). Após uso de broncodilatador de curta ação (SABA), também não houve diferença nos parâmetros de espirometria entre os grupos. Por outro lado, a análise da oscilometria após o SABA mostrou manutenção de reatância mais negativa (para X6, X8 e X10) e complacência menor na fase espectral (p <0,05); e diferenças significativas na análise intra-breath para RmeanI, ReE, R (p <0.01). A acurácia dos testes, em discriminar asma controlada e não controlada, foi maior para variáveis intra-breath (AUC=0,65 a 0,72). Conclusão: A medida da impedância respiratória pela técnica de oscilometria tem demonstrado cada vez mais utilidade clínica e, no presente estudo, evidenciou ser superior à espirometria na avaliação de controle da asma, especialmente nas análises de oscilometria intra-breath. É uma técnica de fácil realização, que fornece dados adicionais à espirometria, e com potencial para auxiliar nas decisões terapêuticas.
Abstract (english): Introduction: Asthma is a chronic inflammatory disease of the respiratory tract, which affects both large and small airways. The pathogenesis is very heterogeneous, with distinct phenotypes occurring. Assessing the degree of inflammation of the most peripheral airways has proved essential for a more adequate management, because more distal inflammation is an important factor associated with worse disease control. Spirometry, the most widely used method in clinical practice, can be insensitive in detecting changes in the small airways and in discriminating changes in the state of asthma control. Thus, new tests have been proposed, and analyses of respiratory impedance, using oscillometry technique, have stood out. Aim: The aim of this study was to investigate usefulness of oscillometry - spectral and intra-breath - in subjects with severe asthma to assess disease control and determine the best parameters that detect uncontrolled asthma. Methods: Cross-sectional, exploratory study. Adults with severe asthma were recruited from the asthma reference center of the Santa Casa de Misericórdia de Vitória-ES. Subjects answered a questionnaire and were submitted to spirometry and oscillometry - spectral and intra-breath. Asthma control was verified through Control Test (ACT). A score greater than or equal to 20 points was adopted as indicative of controlled asthma. Statistical analysis was performed using the computing environment R. The statistical significance level was set as p-value < 0.05 for two-tailed tests. Results: Sixty asthmatics were evaluated; the mean age was 56.7 years old. There was a predominance of women (82%), and most (63%) reported onset of asthma symptoms in childhood or adolescence. Subjects with an ACT score of 20 or more and 19 or less were categorized as Controlled Asthma (n=31) and Uncontrolled Asthma (n=29), respectively. There was no difference in age, gender, ethnicity, age of the beginning of asthma symptoms or current pharmacological treatment. Regarding pulmonary function tests, in baseline lung function, there were no differences in the spirometry, between the two groups. Data analysis of the oscillometry technique identifies that uncontrolled asthma was associated with higher resistance (for R8 and R10), more negative reactance (for X6, X8 and X10) and lower respiratory compliance in the spectral analysis (p<0.05). In addition, all parameters in the intra-breath oscillometry showed significant differences between controlled and uncontrolled asthmatics (p <0.01 for RmeanI, ReE, R, XmeanE, XeE, XeI, and X). After short-acting bronchodilator (SABA), there was also no difference in spirometry parameters between the groups. On the other hands, the analysis of oscillometry after SABA showed maintenance of more negative reactance (for X6, X8 and X10) and lower compliance in the spectral phase (p <0.05); and significant differences in intra-breath analysis for RmeanI, ReE, R (p <0.01). The accuracy of the tests in discriminating between controlled and uncontrolled asthma was higher for intra-breath variables (AUC=0.65 to 0.72). Conclusion: The measurement of respiratory impedance by oscillometry has shown increasing clinical utility and, in the present study, it showed to be superior to spirometry in the evaluation of asthma control, especially in intra-breath oscillometry analyses. It is an easy-to-perform technique that provides additional data to spirometry and has the potential to assist in therapeutic decisions.
Keywords: Asma
Testes de Função Pulmonar
Oscilometria
Espirometria
Asthma
Respiratory Function Tests
Oscillometry
Spirometry
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina/Pediatria e Saúde da Criança
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 23/11/2025
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/9430
Issue Date: 17-Dec-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Pediatria e Saúde da Criança

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TES_JOSEANE_CHIABAI_CONFIDENCIAL.pdfJOSEANE_CHIABAI_TES343,72 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.