Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/9285
Document type: Dissertação
Title: Fatores de risco associados à gravidez ectópica na fertilização in vitro: estudo de caso – controle
Author: Trindade, Vanessa Devens 
Advisor: Costa, Bartira Ercília Pinheiro da
First advisor-co: Hentschke, Marta Ribeiro
Abstract (native): Introdução: Gravidez ectópica é aquela que ocorre fora da cavidade uterina; apresenta uma incidência de aproximadamente 1,5% na população com incidência 2 a 3 vezes maior em pacientes que realizam fertilização in vitro. O objetivo desse estudo foi avaliar os fatores de risco envolvidos na ocorrência de gravidez ectópica em pacientes que realizaram fertilização in vitro. Métodos: Estudo tipo caso-controle, mediante análise de dados de um Centro de Medicina Reprodutiva de Porto Alegre - RS entre 2000 e 2019. As pacientes foram divididas em: Grupo 1 - 90 pacientes com diagnóstico de gravidez ectópica e Grupo 2 - 409 pacientes com diagnóstico de gravidez intraútero. Para análise dos dados foram aplicados o teste t de Student, U de Mann Whitney, Qui-quadrado ou Exato de Fisher, conforme a distribuição das variáveis. Realizado modelo de regressão logística univariada e multivariada para avaliação dos fatores de risco sobre a ocorrência de gravidez ectópica. Foi adotado nível significativo de α > 0,05. Resultados: A incidência de gravidez ectópica foi de 2,35% no período do estudo. Comparando os Grupos 1 e 2, os seguintes resultados foram observados: infertilidade por fator tubário foi mais frequente no Grupo 1 (35,6% vs. 21,1%, p=0,005; OR 2,0, IC 95% 1,2-3,4, p=0,004), assim como história de aborto prévio (13,3% vs. 6,8%, p=0,05; OR 2,0 IC 95% 1,0-4,2, p=0,044). Em relação a características do tratamento, transferências de embrião em estágio de clivagem (D3) foram mais frequentes no Grupo 1 (72,6% vs. 61,6%, p=0,04; OR 1,9 IC 95% 1,0-3,3, p=0.025) assim como, transferência de dois ou mais embriões (89,6% vs. 80,9%, p=0,03; OR 2,5 IC 95% 1,1-5,7, p=0,025). Após ajuste para idade materna, ano de tratamento e número de oócitos maduros, a significância estatística foi mantida, com exceção para história prévia de aborto. Não foram observadas diferenças nos demais fatores analisados. Separadamente, analisamos os ciclos com receptoras de óvulos que haviam sido excluídas da análise prévia. A incidência de pacientes receptoras de óvulos foi maior no grupo 1 (10% (10/100) vs. 3,1 % (13/422), p=0,005, OR 3,4 IC 95% 1,48-8,22 p = 0,004). Conclusão: História de infertilidade por fator tubário, a transferência de embriões em estágio de clivagem, assim como, a transferência de mais de um embrião, foram associados a maior risco de desenvolvimento de gravidez ectópica. A presença de abortamento prévio, mesmo que, após ajuste para fatores confundidores, não tenha se apresentado como fator de risco para gravidez ectópica, parece ter uma relevância clínica e deve ser considerada. Por fim, as receptoras de óvulos parecem ter uma chance maior de desenvolver gestação ectópica, achado que deve ser analisado com cautela, visto o tamanho amostral do estudo.
Abstract (english): Introduction: An ectopic pregnancy occurs outside the normal uterine cavity. It occurs in approximately 1.5% of the population, with an incidence 2 to 3 times higher after in vitro Fertilization treatment. The aim of this study was to evaluate the risk factors involved in the occurrence of ectopic pregnancy in patients submitted to in vitro fertilization. Methods: Case-control study using data from a reproductive medicine center in Porto Alegre - RS between 2000 and 2019. Patients were divided into two groups; group 1: 90 patients diagnosed with ectopic pregnancy and group 2: 409 patients diagnosed with intrauterine pregnancy. Student's t test, Mann Whitney U, Chisquare or Fisher's exact test were applied according to the distribution of variables. Additionally, a logistic regression model was used to assess risk factors for the occurrence of ectopic pregnancy. A significant level of α > 0.05 was adopted. Results: 2.35% of cycles with embryo transfer resulted in ectopic pregnancy during the study period. Comparing Groups 1 and 2, the following results were observed: infertility due to tubal factor was more frequent in group 1 (35.6% vs. 21.1%, p = 0.005; OR 2.0, 95% CI 1.2-3.4 , p = 0.004), as well as history of previous abortion (13.3% vs. 6.8%, p = 0.05; OR 2.0 95% CI 1.0–4.2, p = 0.044). Regarding treatment characteristics, embryo transfers in the cleavage stage (D3) were more frequent in group 1 (72.6% vs. 61.6%, p=0.04; OR 1.9 CI 95% 1.0 - 3.3, p = 0.025) and, also, transfer of two or more embryos (89.6% vs. 80.9%, p=0,03; OR 2.5 CI 95% 1.1–5.7, p = 0.025). After adjusting for maternal age, year of treatment and number of mature oocytes, statistical significance was maintained, except for a previous history of abortion. There were no differences in the other factors analyzed. We separately analyzed oocyte recipient cycles, as they had been excluded from the previous analysis. The incidence of oocyte recipient patients was higher in group 1 (10% (10/100) vs. 3.1% (13/422), p = 0.005, OR 3.4 95% CI 1.48 - 8.22 p = 0.004). Conclusion: History of tubal factor infertility, transfer of cleavage stage embryos, as well as transfer of more than one embryo were all associated with higher ectopic pregnancy risk. Previous miscarriage history, after adjusting for confounding factors, did not appear as a risk factor for ectopic pregnancy, but it seems to have a clinical relevance and should be considered. Finally, oocyte recipient patients seem to have a greater chance of developing an ectopic pregnancy, a finding that should be carefully analyzed, given the sample size of the study.
Keywords: Técnica de reprodução assistida
Gestação tubária
Infertilidade
Transferência de embrião
Fertilização in vitro
Assisted reproductive techniques
Tubal pregnancy
Infertility
Embryo transfer
In vitro fertilization
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 23/10/2025
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/9285
Issue Date: 30-Mar-2020
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIS_VANESSA_DEVENS_TRINDADE_CONFIDENCIAL.pdfVANESSA_DEVENS_TRINDADE_DIS599,63 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.