Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/9130
Document type: Tese
Title: Cascudinhos do sul do Brasil: sistemática, endemismo e relações usando novas abordagens (Loricariidae: Hypoptopomatinae)
Author: Delapieve, Maria Laura 
Advisor: Reis, Roberto Esser dos
Abstract (native): Epactionotus e Eurycheilichthys são dois gêneros de cascudinhos com distribuição restrita ao sul da região Neotropical. Ambos foram foco de um trabalho realizado por Reis & Schaefer (1998), porém a descoberta e descrição de novas populações e espécies ao longo dos últimos 20 anos, resultou no desenvolvimento deste estudo visando incluir as novas espécies, estabelecer padrões filogenéticos e entender estruturação nas bacias em que os dois gêneros estão distribuídos. As espécies de Epactionotus habitam as porções rochosas de rios em uma limitada área geográfica da costa do Atlântico ao sul do Brasil. Cada uma das suas três espécies é endêmica a uma única drenagem (exceto por E. bilineatus), estando isoladas umas das outras por sistemas de lagoas costeiras ou pelo Oceano Atlântico. Epactionotus bilineatus é proveniente dos rios Maquiné e Três Forquilhas, ambos tributários do sistema do Rio Tramandaí, enquanto que E. itaimbezinho é endêmico do rio Mampituba e E. gracilis, do rio Araranguá. Recentemente, novas populações foram descobertas em drenagens costeiras adjacentes, mais especificamente, nos rios Urussanga, Tubarão, d’Una e Biguaçu. Um estudo integrativo de delimitação de espécies usando dados moleculares (citocromo oxidase subunidade I - COI) e morfologia (dados morfométricos e merísticos) foi aplicado visando avaliar o reconhecimento de espécies de populações isoladas. À luz dos novos dados, o gênero é rediagnosticado, o status das espécies/populações de Epactionotus é reavaliado e a validade das três espécies previamente reconhecidas foi corroborada. Quanto as novas populações, os dados suportam apenas aquela proveniente do rio Biguaçu, em Santa Catarina, como uma nova espécie. Os dados de distribuição e moleculares sugerem não apenas que as paleodrenagens tenham agido como barreiras, podendo explicar a distribuição das espécies, como também que a forte estruturação genética por bacia pode estar relacionada com especificidade de habitat. Quanto a Eurycheilichthys, o gênero compreende nove espécies endêmicas e restritamente distribuídas em apenas duas drenagens ao sul da região Neotropical. O gênero é mais comumente conhecido pelas espécies E. pantherinus, proveniente do alto rio Uruguai, e E. limulus, do alto rio Jacuí. As demais, e recentemente descritas, espécies do gênero, entretanto, são todas endêmicas e distribuídas em regiões de altitude da bacia Taquari-Antas, um tributário do baixo rio Jacuí. Esta diversidade, juntamente com seu endemismo, torna Eurycheilichthys um importante estudo de caso para entender biologia evolutiva. Análises filogenômicas foram realizadas e estruturação genética foi estimada comparando polimorfismos raros e comuns a partir de dados genômicos criados usando protocolo ddRADseq para 65 indivíduos das nove espécies, visando elucidar as relações entre as espécies e fornecer um componente de tempo de diversificação. As análises suportam Eurycheilichthys como um gênero monofilético, formado por dois clados com suporte absoluto e indicam duas linhagens no Taquari-Antas com divergência recente. Exceto por E. luisae, todas as espécies foram reconhecidas como sendo monofiléticas. Os menores padrões de estruturação encontrados no clado leste, sugerem que a maior diversidade encontrada no Taquari-Antas possa estar relacionada a um cenário bastante dinâmico, com a possibilidade de diversos eventos de captura de cabeceira
Abstract (english): Epactionotus and Eurycheilichthys are two genera of small catfishes with restricted distribution through the Southern Neotropical region. The two genera were the subject of a study provided by Reis & Schaefer (1998). With the discovery and description of new populations and species over the last 20 years, a new study was developed aiming at these two groups. Epactionotus species are known for inhabiting the rocky-bottom stretches of rivers in a limited geographic area along the Atlantic coast of southern Brazil. Distribution of each of the three species is endemic to single river drainage (except for E. bilineatus), being isolated from each other by the coastal lacustrine systems or the Atlantic Ocean. Epactionotus bilineatus is known from the rivers Maquiné and Três Forquilhas, both tributaries of the Tramandaí River System, while E. itaimbezinho is endemic to the Mampituba River drainage, and E. gracilis to the Araranguá River drainage. Most recently, new populations were revealed in other Atlantic coastal drainages of southern Brazil, more specifically, in the Urussanga, Tubarão, d’Una, and Biguaçu river drainages. Integrative species delimitation using molecular data (cytochrome oxidase subunit I - COI) and morphology (morphometrics and meristics) was applied in order to evaluate species recognition in isolated populations. In light of new data, the genus is re-diagnosed, the status of Epactionotus species/population is reevaluated, and the formerly described species are recognized. As for the newly discovered populations, the data strongly support only the population from the Biguaçu River drainage, in Santa Catarina State, as a new species and an independent lineage. Molecular and distributional data suggest that not only palaeodrainage connectivity can explain species distribution, but also, that strong per basin genetic structure may be related with species habitat specificity.As for Eurycheilichthys, the genus comprises nine species endemic and restrictedly distributed through two river basins in Southern Neotropical Region. The genus is better known by E. pantherinus, from the upper Uruguay River basin and E. limulus, from the upper reaches of the Jacuí River basin. The seven additional, and recently described, species of Eurycheilichthys, however, are all distributed through higher altitudes of the Taquari-Antas River basin, a tributary to the lower Jacuí River. Its diversity and endemism make Eurycheilichthys an important focal group for studying and understanding evolutionary biology. Phylogenomic analysis were carried out and interspecific genetic structure comparing rare and common polymorphisms were estimated from genomic data created for 65 individuals of the nine species using ddRADseq protocol, aiming to elucidate the relationships between the species and to provide a time divergence component. Analyses support Eurycheilichthys as a monophyletic genus comprising two species-inclusive clades, with absolute support and suggest two and very recently diverged lineages on the Taquari-Antas species. Except for Eurycheilichthys luisae, all remaining species were recovered as monophyletic. The more diverse lineages on the Taquari-Antas when compared to Uruguay and upper Jacuí River basins suggest a more dynamic landscape with several headwater capture events.
Keywords: Cascudos
Delimitação de espécies
Distância genética
ddRADseq
Filogenia Gene COI
Peixes neotropicais
Taxonomia iterativa
Cascudos
COI gene
ddRADseq
Genetic distance
Iterative taxonomy
Neotropical fish
Phylogeny
Species delimitation
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Ciências da Saúde e da Vida
Program: Programa de Pós Graduação em Ecologia e Evolução da Biodiversidade
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 36 meses
Date to release fulltext: 29/06/2023
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/9130
Issue Date: 30-Mar-2020
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução da Biodiversidade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_MARIA_LAURA_DE_SOUZA_DELAPIEVE_CONFIDENCIAL.pdfTES_MARIA_LAURA_DE_SOUZA_DELAPIEVE_CONFIDENCIAL630.13 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.