Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8902
Document type: Dissertação
Title: Análise de biomarcadores séricos de hipóxia pré e pós-operatórios em pacientes com cardiopatia congênita
Author: Quadros, Fernanda Silveira de 
Advisor: Nunes, Magda Lahorgue
Abstract (native): Introdução: nos pacientes com cardiopatia congênita, somente a análise do paciente, no pré e pós-operatório, através de exame neurológico tem demonstrado baixo valor preditivo para desfecho neuropsicomotor, aventando a necessidade de incorporar outros métodos de avaliação do estado neurológico. Objetivos: verificar a dosagem de biomarcadores de hipóxia, substâncias que podem ser usadas na prática clínica para o diagnóstico ou para identificar riscos de ocorrência de uma doença, em sangue periférico de pacientes com cardiopatia congênita, nos períodos pré e pós-operatórios, como indicadores de prognóstico neurológico, além de correlacionar aspectos clínicos prévios com o seguimento. Métodos: estudo observacional, descritivo, do tipo transversal. Os pacientes foram selecionados na Unidade de Internação e na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica do Hospital da Criança Santo Antônio, do Complexo Hospitalar Santa Casa de Misericórdia, Porto Alegre/RS. A amostra foi composta de pacientes com idades de zero a 17 anos e 11 meses de vida, com cardiopatia congênita que foram submetidos à cirurgia cardíaca. Foram realizados exame neurológico pré-operatório e coleta de amostras de sangue pré e pós-operatória. Os biomarcadores estudados foram interleucina-10, fator neurotrófico derivado do cérebro ou BDNF, receptor tipo 1 do fator de crescimento endotelial ou VGEFR-1 e fator de necrose tumoral alfa ou TNF-alfa). As amostras foram analisadas através de um kit multiplex e de ensaio com a técnica de Luminex, no IPB. Foram excluídos os pacientes cujos pais não permitiram a coleta de sangue, cujos pais não assinaram o termo de consentimento ou eram menores de dezoito anos ou aqueles que apresentaram sinais e sintomas de instabilidade clínica e/ou síndromes genéticas complexas que poderiam alterar os biomarcadores por motivos alheios à cardiopatia. Além disso, foram excluídos aqueles pacientes que sofreram intercorrências da coleta como medo, recusa, reação vaso- vagal, punção arterial, dor e lesão de nervos, sangramento persistente, hematoma, alergia e infecção em que não for possível a coleta do sangue na primeira tentativa e a família não desejar submeter o paciente a uma nova coleta, em outro momento. Resultados: a dosagem de IL-10 e VEGFR1 pós-operatórios evidenciou valores superiores às medições pré-operatórias, porém essa variação não demonstrou significância estatística (p=0,34 e p=0,09 respectivamente). As variações das dosagens de BDNF e TNF-alfa pré e pós-operatórias apresentaram significância estatística (p=0,05 e p=0,03 respectivamente). Relacionando os biomarcadores com dois cortes de tempo da CEC (Circulação ExtraCorpórea), mais ou menos de 95 min, não foram encontradas variações com significância estatística, porém as dosagens de TNF-alfa, no pós-operatório, daqueles pacientes com maior tempo de CEC, tiveram queda mais expressiva, obtendo valor de p=0,06, que pode não ter apresentado significância estatística, em função do tamanho amostral pequeno. Comparando os dados clínicos em relação às complicações neurológicas, encontrou-se que quanto maior o tempo total de internação e de cirurgia, maior a probabilidade de o paciente apresentar complicações neurológicas no pós-operatório (p=0,012 e 0,025 respectivamente). Além disso, se já existia uma história prévia de crises convulsivas, maior a probabilidade de apresentar crises convulsivas no pós-operatório (p=0,05). Comparando-se os dados clínicos em relação à sepse no pós-operatório, evidenciou- se que quanto mais alta a IL-10 no pós-operatório, maior a probabilidade de ocorrência de sepse (p=0,029). Quanto ao exame físico neurológico tradicional, ressaltou-se que se alterado, maior a probabilidade também de o indivíduo apresentar atraso do desenvolvimento neuropsicomotor (p=0,001). Conclusão: Os níveis pré-operatórios de IL-10, VGEFR-1, BDNF e TNF-alfa não estão diretamente relacionados com nenhuma das variáveis pesquisadas. Existe uma queda dos níveis de TNF alfa e BDNF no pós-operatório que demonstra a maior vulnerabilidade imunológica e neurológica dos pacientes nesse período, evidenciando que a cascata inflamatória desencadeada pelo procedimento cirúrgico está envolvida nos processos de sepse e de complicações neurológicas. Além disso, a maioria dos pacientes estudados já apresentava alterações de exame neurológico e desenvolvimento neuropsicomotor, antes mesmo de serem submetidos a qualquer procedimento, principalmente aqueles com as saturações periféricas de oxigênio mais baixas, deixando claro que a própria cardiopatia congênita deve implicar em alterações cerebrais relevantes e os danos são proporcionais ao grau de cianose. Por fim, o aumento dos níveis de IL-10 no pós-operatório relaciona-se, especificamente, com uma maior ocorrência de sepse.
Abstract (english): Introduction: in patients with congenital heart disease, only preoperative and postoperative analysis of the patient through neurological examination has shown a low predictive value for neuropsychomotor outcome, suggesting the need to incorporate other neurological status assessment methods. Objectives: To verify the dosage of biomarkers, substances that can be used in clinical practice for the diagnosis or to identify risks of occurrence of a disease, in peripheral blood of patients with congenital heart disease, in the pre- and postoperative periods, as indicators of prognosis neurological, and to correlate previous clinical aspects with follow-up. Methods: Cross-sectional observational, descriptive study. Patients were selected at the Inpatient Unit and at the Pediatric Intensive Care Unit of the Santo Antônio Children's Hospital, at the Santa Casa de Misericórdia Hospital Complex, Porto Alegre / RS. The sample consisted of 22 patients with ages ranging from zero to 17 years and 11 months of age, with congenital heart disease who underwent cardiac surgery. Preoperative neurological examination and collection of pre and postoperative blood samples were performed. The biomarkers studied were interleukin-10, brain derived neurotrophic factor or BDNF, endothelial growth factor receptor 1 or VGEFR-1 and tumor necrosis factor alpha or TNF-alpha). Samples were analyzed by a multiplex and assay kit using the Luminex technique in the IPB. Patients whose parents did not allow blood collection, whose parents did not sign the consent form, were either under the age of eighteen years or those who showed signs and symptoms of clinical instability and / or complex genetic syndromes that could alter biomarkers for reasons unrelated to heart disease. In addition, those patients who have suffered intercurrences of collection such as fear, refusal, vaso-vagal reaction, arterial puncture, pain and nerve damage, persistent bleeding, hematoma, allergy and infection in which it is not possible to collect blood during the first attempt and the family does not wish to submit the patient to a new collection, at another time. Results: Postoperative IL-10 and VEGFR1 showed higher values than preoperative measurements, but this variation did not show statistical significance (p = 0.34 and p = 0.09, respectively). Variations in pre and postoperative BDNF and TNF-alpha dosages were statistically significant (p = 0.05 and p = 0.03, respectively). Comparing the biomarkers with two ECC (Extracorporeal Circulation) time slices, more or less than 95 min, no statistically significant variations were found, but the TNF-alpha dosages in the postoperative period were those patients with longer CPB, had a more significant fall, obtaining a value of p = 0.06, which may not have presented statistical significance, as a function of the small sample size. Comparing the clinical data regarding neurological complications, it was found that the longer the total time of hospitalization and surgery, the greater the probability that the patient presented postoperative neurological complications (p = 0.012 and 0.025, respectively). In addition, if there was a previous history of seizures, it is more likely to present seizures in the postoperative period (p = 0.05). Comparing clinical data regarding postoperative sepsis, it was shown that the higher the postoperative IL-10, the greater the probability of occurrence of sepsis (p = 0.029). Regarding the traditional physical neurological examination, it was pointed out that if modified, the likelihood is also greater that the individual presented delay of neuropsychomotor development (p = 0.001). Conclusion: Preoperative levels of IL-10, VGEFR-1, BDNF and TNF-alpha are not directly related to any of the variables investigated. There is a decrease in the levels of TNF alpha and BDNF in the postoperative period that demonstrates the greater immunological and neurological vulnerability of the patients in this period, evidencing that the inflammatory cascade triggered by the surgical procedure is involved in sepsis and neurological complications. In addition, most of the patients studied had neurological examination and neuropsychomotor development alterations before they were submitted to any procedure, especially those with lower peripheral oxygen saturations, making it clear that the congenital heart disease itself should involve cerebral changes and the damage is proportional to the degree of cyanosis. Finally, the increase in IL-10 levels in the postoperative period is specifically related to a higher occurrence of sepsis.
Keywords: Cardiopatia Congênita
Circulação Extracorpórea
Biomarcadores
BDNF
IL-10
TNF-Alfa
VEGFR-1
Congenital Heart Disease
Cardiopulmonary Bypass
Biomarkers
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina/Pediatria e Saúde da Criança
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 01/10/2024
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8902
Issue Date: 21-Jun-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Pediatria e Saúde da Criança

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIS_FERNANDA_SILVEIRA_DE_QUADROS_CONFIDENCIAL.pdfFERNANDA_SILVEIRA_DE_QUADROS_DIS427,08 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.