Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/832
Document type: Dissertação
Title: Evidências psicométricas das escalas de auto-eficácia para regular hábito alimentar e auto-eficácia para regular exercício físico
Author: Boff, Raquel de Melo 
Advisor: Oliveira, Margareth da Silva
Abstract (native): Doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo e sua prevenção e tratamento não medicamentoso depende de uma mudança no estilo que vida que envolve adesão a uma dieta saudável aliada a prática regular de exercício físico. A manutenção desses hábitos implica em uma motivação para qual a auto-eficácia constitui um importante moderador. Para estabelecer essas relações são necessárias medidas precisas, por isso Bandura desenvolveu escalas que avaliam o grau de confiança em manter uma dieta e rotina de exercício físico mesmo diante de situações que podem dificultar a manutenção destes hábitos. Este estudo se propôs a traduzir, realizar adaptação semântica e buscar evidências psicométricas das escalas Selfefficacy to Regulate Exercise e Self-efficacy to Regulate Eating Habits. Participaram 303 sujeitos, 113 do sexo masculino e 190 do sexo feminino que foram diagnosticados com no mínimo um dos fatores para o desenvolvimento de um evento cardiovascular: obesidade, colesterol e triglicerídeos alterados, hipertensão, diabetes mellitus e síndrome metabólica. A primeira seção traz os resultados da tradução, adaptação e busca de evidências com base na estrutura interna e na relação com variáveis externas da Self-efficacy to regulate exercise. O teste Kappa, realizado para verificar o grau de concordância quanto à versão final do instrumento, revelou uma boa concordância entre os juízes avaliadores (k=0.500) e a análise fatorial exploratória apresentou um único fator. A escala apresentou uma boa precisão constatada através do coeficiente de consistência interna alpha de Cronbach ( =0.97). Para análise de validade preditiva, considerou-se parte da amostra 75 sujeitos que iniciaram e terminaram um programa de Mudança de Estilo de Vida (MERC). A regressão linear múltipla demonstrou o poder preditivo do escore total do instrumento sobre o aumento do Consumo Máximo de Oxigênio (VO2 máx) medido nos participantes ao final do programa (p>0.05; =1.47). Além disso, foi confirmada validade quase experimental através da variabilidade dos escores da escala durante o programa, bem como a correlação positiva e significativa entre os escores iniciais e finais do instrumento (p>0.05). O estudo apresentado na segunda seção traz os resultados de evidências psicométricas da Self-efficacy to regulate Eating Habits, cuja versão final em português teve um nível moderado de concordância entre juízes avaliadores (k=0.492). A análise fatorial exploratória agrupou os itens em 3 fatores que podem provocar uma recaída em relação à dieta saudável: situações sociais; sentimentos e estados físicos e situações que provocam fissura. Uma excelente precisão foi encontrada através do coeficiente de consistência interna alpha de Cronbach ( =0.96). Foi constatado evidência de validade quase experimental, utilizando a mesma amostra e técnica estatística do primeiro artigo (p>0.05). Os instrumentos de Bandura são medidas válidas para avaliar auto-eficácia para regular hábito alimentar e exercício físico em brasileiros com risco cardiovascular e por isso podem ser importantes ferramentas em programas que visem à adesão a hábitos saudáveis.
Abstract (english): Cardiovascular diseases are the leading cause of death worldwide and its prevention and non pharmacological treatment depends on a change in life style that involves adherence to a healthy diet combined with regular physical exercise. Maintaining these habits implies a motivation to which self-efficacy is an important moderator. To establish these relationships are required precise measurements, therefore Bandura developed scales that evaluate the degree of confidence in maintaining a diet and exercise routine even in situations that may hinder the maintenance of these habits. This study aimed to translate, perform semantic adaptation and search for evidence of the psychometric scales Self-efficacy to Regulate Exercise and Self-efficacy to Regulate Eating Habits. The sample was composed of 303 participants, 113 males and 190 females that were diagnosed with at least one of the factors for the development of a cardiovascular event: obesity, high cholesterol and triglycerides, hypertension, diabetes mellitus and metabolic syndrome. The first section presents the results of the translation, adaptation and search for evidence based on internal structure and relationship with external variables of self-efficacy to regulate exercise. The Kappa test, made to determine the degree of agreement about the final version of the instrument, showed itself a good agreement between evaluators judges (k = 0500) and exploratory factor analysis presented a single factor. The scale presented a good accuracy verified by the internal consistency coefficient ( = 0.97). For analysis of predictive validity, it was considered part of the sample 75 subjects who started and finished a program of Lifestyle Change (MERC). Multiple linear regression demonstrated the predictive power of the total score of the instrument on increasing the Maximum Oxygen Consumption (VO2 max) measured at the end of the program (p> 0.05, = 1.47). Moreover, it was confirmed a quasi-experimental validity by the variability of scale scores during the program, as well as the positive and significant correlation between the initial and final scores of the instrument (p> 0.05). The second section presents the results of psychometric evidence of self-efficacy to regulate Eating Habits, whose final Portuguese version had a moderate level of agreement between evaluators judges (k = 0492). Exploratory factor analysis grouped the items into three factors that can cause a relapse compared to healthy diet: social situations, feelings and physical states and situations that trigger cravings. Excellent accuracy was found through internal consistency coefficient Cronbach's alpha ( = 0.96). It was found quasi-experimental validity using the same sample and statistical technique of the first article (p> 0.05). Bandura's instruments are valid measures to evaluate selfefficacy to regulate eating habits and exercise among Brazilians with cardiovascular risk and therefore it can be important tools in programs aimed at adherence to healthy habits.
Keywords: PSICOLOGIA
PSICOMETRIA
HÁBITO ALIMENTAR
EXERCÍCIOS FÍSICOS
DOENÇAS CARDIOVASCULARES
CNPQ Knowledge Areas: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Country: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Faculdade de Psicologia
Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: BOFF, Raquel de Melo. Evidências psicométricas das escalas de auto-eficácia para regular hábito alimentar e auto-eficácia para regular exercício físico. 2013. 100 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/832
Issue Date: 17-Jan-2013
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
448317.pdfTexto Completo868,63 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.