Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8159
Document type: Dissertação
Title: Estudo da sequência de difusão através da ressonância magnética de 3 Tesla em pacientes com doença de crohn
Author: Durayski, Evandra 
Advisor: Baldisserotto, Matteo
First advisor-co: Hochhegger, Bruno
Abstract (native): Introdução: A Doença de Crohn (DC) é uma doença inflamatória intestinal idiopática, que acomete principalmente o íleo terminal. A colonoscopia seguida de biópsia, apesar de ser considerada o padrão-ouro na avaliação de doença ativa, é uma ferramenta de monitoramento onerosa e com riscos anestésicos. Métodos de avaliação não invasivos, como a enterorressonância (Entero-RM), foram desenvolvidos na última década. Os sistema de pontuação como o índice MaRIA e escore de Clermont são utilizados em estudos clínicos para quantificar a inflamação em pacientes com DC. A difusão é uma sequência da ressonância que avalia a restrição das móleculas de água nos tecidos. Estudos demonstraram correlação entre a restrição da difusão na parede do intestino com a inflamação. Entretanto, poucos estudos com a Entero-RM de 3 Tesla avaliaram se a análise quantitativa do ADC (coeficiente de difusão aparente) teria sensibilidade na avaliação de processo inflamatório no íleo terminal. Objetivos: Determinar a aplicabilidade da sequência de Difusão na Entero-RM de 3 Tesla na identificação de sinais inflamatórios no íleo distal em pacientes com DC. Materiais e Métodos: Foram estudados retrospectivamente 38 indivíduos com DC, submetidos a entero-RM no período março de 2014 a setembro de 2017 e que tinham avaliação anatomopatológica e endoscópica no íleo distal. Foram avaliadas a seguintes variáveis: difusão, ADC quantitativo, espessamento parietal, edema, ulcerações, estreitamento, realce pelo contraste, realce relativo ao contraste (RCE), índice MaRIA e escore de Clermont. Resultados: A média da duração da doença foi de 7 ± 5 anos, 19 pacientes (50%) eram do sexo masculino. Dezoito pacientes (47%) tinham doença inflamatória ativa e 20 (53%) tinham doença em remissão no íleo terminal. Os pacientes que apresentavam doença inflamatória ativa no íleo distal tiveram maior restrição a difusão, edema na mucosa, espessamento parietal, índice de MaRIA e maior valor no escore de Clermont, quando comparados com o grupo de pacientes sem inflamação. Foi forte a correlação entre o índice MaRIA com o escore de Clermont (r=0,975). O Coeficiente Kappa de concordância interobservador foi excelente para índice MaRIA, escore de Clermont e restrição a difusão, moderada para ADC e fraca para o RCE. O melhor ponto de corte neste estudo para a inflamação identificada pela colonoscopia para o ADC foi de 2,1x10-3mm2/s, com sensibilidade de 88,8% e especificidade de 95,0%. A sequência da difusão apresentou acurácia de 89,4%, sensibilidade de 88,9% e especificidade de 90,0% em relação a inflamação identificada pela colonoscopia. Conclusão: Os valores quantitativos do ADC têm uma boa sensibilidade na detecção de inflamação na colonoscopia. A análise da sequência da difusão tem boa acurácia na detecção de segmentos intestinais ileais inflamados em pacientes com doença de Crohn. Em suma, quando a restrição a difusão tem associação com realce, edema e espessura da parede, aumenta a correlação com a inflamação severa identificada na colonoscopia.
Abstract (english): Introduction: Crohn's disease (CD) is an idiopathic inflammatory bowel disease, which mainly affects the terminal ileum A biopsy colonoscopy with regard to the gold standard in the assessment of disease and the area of education costly and with anesthetic risks. Noninvasive methods of evaluation such as magnetic resonance enterography (MRE) have been developed in the last decade. Evaluation systems such as the magnetic resonance index of activity (MaRIA) and Clermont score are used in clinical studies to quantify inflammation in patients with CD. A diffusion-weighted magnetic resonance imaging (DWI) evaluates a restitution of the water molecules in the tissues. Studies have shown a correlation between a restriction of diffusion on the wall of the intestine with inflammation. However, few studies with MRE of 3 Tesla support analysis a apparent diffusion coefficient (ADC) correlactionan in inflammatory proces in the terminal ileum. Purpose: To determine the applicability of the sequence DWI in 3 Tesla MRE in the identification of inflammatory signs in the distal ileum in patients with Crohn’s disease. Materials and Methods: We retrospectively studied 38 individuals with CD, who underwent MRE between March 2014 to september 2017 and had an anatomopathological and endoscopic evaluation in the distal ileum. The following variables were evaluated: diffusion (DWI), quantitative ADC, wall thickening, intramural edema, ulcerations, stricture, segmental mural hyperenhancement, relativo contrast enchancement (RCE), MaRIA and Clermont score. Results: The mean duration of the disease was 7 ± 5 years, 19 patients (50%) were male. Eighteen patients (47%) had active inflammatory disease and twenthy (53%) had disease in remission in the terminal ileum. Patients with active inflammatory disease in the distal ileum had a greater restriction on DWI, intramural edema, wall thickening, MaRIA and Clermont score, when compared to the group of patients without inflammation. The correlation between MaRIA and Clermont score (r = 0.975) was strong. The Kappa coefficient of interobserver agreement was excellent for the MaRIA, Clermont score and restriction DWI, moderate for ADC and weak for RCE. The best cut-off point in this study for the inflammation identified by the colonoscopy for the ADC was 2.1x103mm2/s, with sensitivity of 88.8% and specificity of 95.0%. The DWI presented accuracy of 89.4%, sensitivity of 88.9% and specificity of 90.0% in relation to inflammation identified by colonoscopy. Conclusion: The quantitative values of ADC have a good sensitivity in detecting inflammation at colonoscopy. Analysis of the diffusion sequence of good accuracy in the detection of ileum inflammmation in patients with Crohn's disease. However, when in association with intramural enhancement, edema and wall thickening it has a strong correlation with severe inflammation identified at colonoscopy.
Keywords: Doença de Crohn
Difusão
Inflamação
Intestino Delgado
Ressonância Magnética
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 22/06/2023
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8159
Issue Date: 7-Mar-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIS_EVANDRA_DURAYSKI_CONFIDENCIAL.pdfEVANDRA_DURAYSKI_DIS513.71 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.