Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/5405
Document type: Tese
Title: Efeitos neuroimunoendócrinos do estresse por abuso físico ou negligência na infância em mulheres com depressão maior
Author: Lopes, Rodrigo Pestana 
Advisor: Bauer, Moisés Evandro
Abstract (native): INTRODUÇÃO: Sabe-se que experiências traumáticas na infância podem levar ao surgimento de distúrbios psiquiátricos na vida adulta, incluindo a depressão maior (DM). Contudo, ainda se desconhece o grau de alterações biológicas que eventos estressores traumáticos vivenciados na infância podem produzir em indivíduos com depressão. OBJETIVOS: Investigar parâmetros neuroendócrinos e imunológicos em mulheres adultas deprimidas, com sintomas de Estresse Pós- Traumático (TEPT) e história de abuso e negligência infantil (ANI). MÉTODOS: Trinta e oito mulheres com DM com ou sem história de abuso e negligência infantil e sintomas de TEPT e 19 mulheres saudáveis fizeram parte da coleta de dados desta tese. Os resultados deste trabalho foram divididos em 3 artigos científicos originais e uma revisão do tema. As avaliações incluíram dosagens de níveis salivares de cortisol e de sulfato de dehidroepiandrosterona (DHEAS) por radioimunoensaio; a mitogênese induzida de linfócitos T de sangue periférico foi avaliada por ensaio colorimétrico, bem como a sensibilidade de linfócitos T a moduladores sintéticos (dexametasona) e naturais (epinefrina e sulfato de dehidroepiandrosterona); a secreção de citocinas de perfis Th1/Th2 (IL-2, IL-4, IL-6, IL-10, TNF-a, IFN-g) por células mononucleares foi identificada por citometria de fluxo; e os níveis plasmáticos de BDNF, além de TNF-a e seus receptores solúveis (sTNFR1 e sTNFR2), foram identificados por ELISA. RESULTADOS: Pacientes deprimidas com ou sem trauma infantil apresentaram níveis reduzidos e semelhantes de cortisol salivar e DHEAS em paralelo com proliferação reduzida de linfócitos T. As células mononucleares de sangue periférico das pacientes deprimidas foram menos sensíveis à dexametasona (DEX) ou epinefrina (EPI) e produziram níveis significativamente reduzidos de IL-2, IL-4 e TNF-a quando comparadas ao grupo de controles. As pacientes deprimidas apresentaram ainda níveis plasmáticos elevados de sTNFR1 e sTNFR2, além de redução dos 6 níveis de BDNF. CONCLUSÕES: Embora muitas alterações biológicas tenham sido identificadas nas mulheres com DM em relação ao grupo de mulheres saudáveis, poucas foram correlacionadas com história de abuso e negligência na infância. Sendo assim, de uma forma geral, conclui-se que a história de abuso e negligência na infância não impacta significativamente as alterações neuroendócrinas e imunológicas apresentadas por pacientes com depressão maior
Keywords: BIOLOGIA CELULAR
BIOLOGIA MOLECULAR
DEPRESSÃO
TRAUMAS PSICOLÓGICOS
NEUROENDOCRINOLOGIA
IMUNOLOGIA
MULHERES
CNPQ Knowledge Areas: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
Language: por
Country: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Faculdade de Biociências
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Citation: LOPES, Rodrigo Pestana. Efeitos neuroimunoendócrinos do estresse por abuso físico ou negligência na infância em mulheres com depressão maior. 2011. 136 f. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Molecular) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/5405
Issue Date: 28-Mar-2011
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
431890.pdfTexto Completo1,7 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.