Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/10366
Document type: Tese
Title: Development of pet tracers for M2-macrophages
Author: Fernandes, Bruna 
Advisor: Jeckel, Cristina M Moriguchi
Abstract (native): Several people in the world suffer from Central or Peripheral Nervous System diseases, like Rheumatoid Arthritis, Crohn’s Disease, Alzheimer’s Disease, Parkinson’s Disease, Multiple Sclerosis, and beyond. All these diseases share the same problem: inflammation. Inflammation leads to disease progression and consequently to deeply decrease in individual life quality. The longevity feature is getting more and more present in the world where the understanding and, optimistically, the cure of those diseases in the elderly life are increasing progressively. High inflammation increases cell infiltration in response to cellular damage. Macrophages are one of the most important cells of homeostasis, and they are directly involved in the inflammatory process. The CD163 receptor is an antiinflammatory macrophage surface receptor, which is responsible for hemoglobinhaptoglobin complex clearance since free hemoglobin (Hb) can be extremely toxic to organisms due to free heme. Besides the macrophages fundamental role in the inflammatory process, they also seem to be crucial in the tumoral microenvironment Several tumors (i.e. colon, breast, and bladder cancer) show increase macrophages infiltration, being called as tumor-associated macrophages (TAMs). Among such the environment against diseases that lead to longevity regression (e.g. inflammatory diseases and tumors), the science search to understand them to promote its resolution, providing an increase in people's life quality. Therefore, several imaging methods have been used for screening, diagnosis, and therapy of cell damages in the human body. Amid them, PET (Positron Emission Tomography) imaging is the main method used in Nuclear Medicine. In Nuclear Medicine few radiopharmaceuticals can bind pro-inflammatory and anti-inflammatory receptors; however, there is none specifically for anti-inflammatory receptors (as the CD163 receptor) to be used in clinical. Radioisotopes as 18F and 68Ga are easily found at Nuclear Medicine due to present short half-life (≈ 110 and 68 minutes, respectively) and their imaging acquisition in only one day (less radiation exposition for the patient), becoming the radioisotopes most used in Brazil. This new radiopharmaceutical may help to understand the mechanisms involved in the inflammatory process; provide a drug screening for new drugs, and personalized treatment for the patient through the individualize therapeutic screening.
Abstract (english): Milhares de pessoas no mundo sofrem de doenças do Sistema Nervoso Central ou do Sistema Nervoso Periférico, como Artrite Reumatoide, Doença de Crohn, Alzheimer, Parkinson, Esclerose Múltipla, dentre outras que estão relacionadas ao processo inflamatório. A inflamação leva a progressão da doença, afetando diretamente no declínio da qualidade de vida do indivíduo. Em um mundo em que a longevidade é cada vez mais presente, busca-se progressivamente entender e encontrar uma cura para essas enfermidades. Uma inflamação aguda causa o aumento de infiltrações de células em resposta aos danos celulares. Os macrófagos são importantes células de homeostase e estão diretamente envolvidos no processo de inflamação. O receptor CD163 é um receptor anti-inflamatório de superfície de macrófago que é responsável pelo clearance do complexo hemoglobina-haptoglobina, uma vez que a hemoglobina (Hb) livre pode ser extremamente tóxica ao organismo devido ao heme livre. Além do seu papel fundamental no processo inflamatório, os macrófagos também demonstram ser cruciais no ambiente tumoral. Diversos tipos de tumores (colon, mama, bexiga, etc.) possuem alta expressão e infiltração de macrófagos, os chamados tumor associated macrophages (do inglês, TAMs). Dentre o cenário contra doenças que não possibilitam a longevidade (como doenças inflamatórias crônicas e tumores), a ciência busca entendê-las para promover a sua reversão e proporcionar um aumento da qualidade de vida dessas pessoas. Para tal, diversos métodos de imagem têm sido utilizados para rastreamento, diagnóstico e terapia de danos celulares no corpo humano. Dentre eles, o método PET (Positron Emission Tomography) se destaca por ser amplamente utilizada na Medicina Nuclear. Na Medicina Nuclear há alguns radiofármacos que se ligam a receptores pró e anti-inflamatórios, porém, ainda não há um específico para receptores antiinflamatórios (como o receptor CD163) para uso clínico. Os radioisótopos 18F e 68Ga são facilmente encontrados na Medicina Nuclear devido à sua meia vida física ( 110 minutos e 68 minutos, respectivamente) e pela aquisição da imagem poder ser realizada em apenas um dia (menor exposição do paciente à radiação), tornando-os os mais usados no Brasil. No presente projeto está sendo desenvolvido o radiofármaco que poderá auxiliar no entendimento dos mecanismos envolvidos no processo inflamatório; no rastreamento de novas drogas e no tratamento dos pacientes através do monitoramento terapêutico individualizado.
Keywords: Inflamação
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: eng
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 11/08/2027
URI: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/10366
Issue Date: 20-Dec-2021
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TES_BRUNA_FERNANDES_CONFIDENCIAL.pdfBRUNA_FERNANDES_TES492,64 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.