Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/2343
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorávila, Vladimir Ferreira de-
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4231241Z9por
dc.contributor.advisor1Bakos, Margaret Marchiori-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783506U6por
dc.date.accessioned2015-04-14T13:47:08Z-
dc.date.available2010-08-27-
dc.date.issued2010-08-13-
dc.identifier.citationÁVILA, Vladimir Ferreira de. Saberes históricos e práticas cotidianas sobre o saneamento : desdobramentos na Porto Alegre do século XIX (1850-1900). 2010. 201 f. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.por
dc.identifier.urihttp://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/2343-
dc.description.resumoO trabalho aborda do ponto de vista histórico a forma como teria se processado os serviços de saneamento da cidade de Porto Alegre no século XIX. Para isso, desenvolvemos um estudo que se divide em três partes. Na primeira, discorremos sobre a história do saneamento desde a antiguidade até o século XIX, destacando a importância da obra de Hipócrates Ares, águas e lugares como elemento a dar base ao desenvolvimento de ações empreendidas sobre o saneamento das cidades ao longo do tempo. Na segunda parte, destacamos a influência do pensamento hipocrático nas ações públicas direcionadas ao saneamento da Porto Alegre oitocentista, ressaltando a participação dos diferentes agentes históricos, os quais denominamos de agentes do saneamento, como componentes essenciais no desenvolvimento desta história. Para encerrar, tratamos na terceira parte sobre a contínua relação existente na cotidianidade da cidade entre os agentes do saneamento (indivíduos), os saberes (hipocráticos) e as epidemias (doenças), como elementos que davam suporte às políticas públicas empreendidas sobre o espaço social da cidade. É visualizando esta constante interação, que procuramos descrever o processo de passagem ou de deslocamento entre um dado ideal de limpeza e conseqüentemente de saúde para um dado momento em que a saúde (coletiva) passa a ser percebida como o ideal de higiene.por
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-04-14T13:47:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 425495.pdf: 3594665 bytes, checksum: 2a29ad5fad896b36e27e85b5b77fdd34 (MD5) Previous issue date: 2010-08-13eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucrs.br:80/tede2/retrieve/10218/425495.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpor
dc.publisher.departmentFaculdade de Filosofia e Ciências Humanaspor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUCRSpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Históriapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectHISTÓRIApor
dc.subjectPORTO ALEGRE - HISTÓRIA - SÉCULO XIXpor
dc.subjectSANEAMENTO - PORTO ALEGREpor
dc.subjectPOLÍTICAS PÚBLICASpor
dc.subjectEPIDEMIAS - HISTÓRIApor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIApor
dc.titleSaberes históricos e práticas cotidianas sobre o saneamento : desdobramentos na Porto Alegre do século XIX (1850-1900)por
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
425495.pdfTexto Completo3,51 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.