Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1233
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorRighesso, Leonardo Augusto Rachele-
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4217497Z7por
dc.contributor.advisor1Heitz, Claiton-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4773860Y2por
dc.date.accessioned2015-04-14T13:30:30Z-
dc.date.available2014-01-13-
dc.date.issued2013-08-13-
dc.identifier.citationRIGHESSO, Leonardo Augusto Rachele. Estabilidade esquelética da mentoplastia de avanço : comparação entre fixação com parafusos posicionais e placa pré-conformada. 2013. 24 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.por
dc.identifier.urihttp://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1233-
dc.description.resumoA mentoplastia é a correção cirúrgica das deformidades do mento. É realizada principalmente com o intuito detornar a face mais harmônica, porém deve-se ressaltar a melhora na postura do lábio inferior e eliminação da incompetência labial que acompanha algumas deformidades dentofaciais. Mesmo sendo considerada bastante estável, vários fatores podem influenciar sua estabilidade. Um deles é o método de osteossíntese usado para fixar a osteotomia. Diversos métodos já foram descritos, desde fios de aço, parafusos posicionais, placas e parafusos, fios de Kirschner, até placas e parafusos reabsorvíveis, o que sugere não haver um padrão-ouro para a fixação desta osteotomia. Esse estudo retrospectivo comparou dois dos métodos mais utilizados atualmente para a fixação da mentoplastia, dois parafusos posicionais e uma placa pré-conformada, quanto à estabilidade esquelética após mentoplastias de avanço. A documentação cefalométrica de 26 pacientes adultos, não-consecutivos (oito cuja fixação foi feita com dois parafusos posicionais e dezoito com uma placa pré-conformada) foi selecionada dos registros do Hospital São Lucas da PUCRS. Radiografias pós-operatórias imediatas e de seis meses foram inseridas no programa Dolphin Imaging 11.7 para análise cefalométrica digital. A estabilidade da osteotomia foi verificada através da sobreposição dos traçados e observação de diferenças na posição horizontal do Pogônio e na posição vertical do Menton. Os dois grupos não diferiram estatisticamente, seja na posição horizontal do Pogônio (p=0.470), seja na posição vertical do Menton (p=0.040). O fato de poucos pacientes apresentarem uma documentação completa pode ter influenciado os resultados. Mais pesquisas com maiores amostras se fazem necessárias.por
dc.description.abstractGenioplasty is the surgical correction of the deformities of the chin. It is performed mainly to enhance facial harmony, however improvement in inferior lip posture and elimination of labial incompetence are noteworthy. Even though it is considered to be very stable, several factors can affect its stability, such as osteosynthesis performed. Several fixation methods have been described, such as wire osteosynthesis, positioning screws, plates and screws, Kirschner wires, resorbable plates and screws, which suggests a lack of a gold-standard. This retrospective study compared two of the most used fixation methods nowadays, two positioning screws and one pre-shaped plate, with regard to skeletal stability after advancement genioplasties. Cephalometric records from 26 fully grown, not consecutive patients (8 who had the osteotomy fixed with two positioning screws and 18 with one pre-shaped plate) were selected from the files of Hospital São Lucas da PUCRS. Immediate and 6-month postoperative cephalometric radiographs were inserted into Dolphing Imaging 11.7 for digital cephalometric analysis. Stability of the osteotomy was assessed through tracings superimposition and observation of differences in the vertical position of Menton and horizontal position of Pogonion. The two groups did not differ statistically, neither in Pg horizontal position (p=0.470), nor in Me vertical position (p=0.040). The fact that few patients had a complete documentation may have influenced the result. Further research with bigger samples is required.eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-04-14T13:30:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 453105.pdf: 815759 bytes, checksum: 659cc00433933dc2531b046154e2f3ee (MD5) Previous issue date: 2013-08-13eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucrs.br:80/tede2/retrieve/6187/453105.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpor
dc.publisher.departmentFaculdade de Odontologiapor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUCRSpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Odontologiapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectODONTOLOGIApor
dc.subjectOSTEOSSÍNTESEpor
dc.subjectTRAUMATOLOGIA BUCOMAXILOFACIALpor
dc.subjectCEFALOMETRIApor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIApor
dc.titleEstabilidade esquelética da mentoplastia de avanço : comparação entre fixação com parafusos posicionais e placa pré-conformadapor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
453105.pdfTexto Completo796,64 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.