Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/7788
Document type: Tese
Title: Qualidade de vida, sintomas depressivos, aspectos psicossociais e clínicos de doadores vivos de rim após a doação
Author: Vigueras, Evelyn Soledad Reyes 
Advisor: Saitovitch, David
First advisor-co: Antonello, Ivan Carlos Ferreira
Abstract (native): INTRODUÇÃO: Quando se discute a doação inter vivos em transplante, o foco da atenção na maior parte das vezes é o receptor de órgão. Afinal, ele é o doente, o paciente, o motivo do desenvolvimento do processo que culmina em cirurgia para substituição de função. No entanto, o doador é parte implicada e fundamental no procedimento, tanto que ao contrário do outro, é um sujeito hígido que torna-se paciente. Aceita mutilação, após identificação empática com aquele cuja qualidade de vida encontra-se modificada por uma disfunção O sujeito doador que oferece uma parte de seu corpo para transplante está legando um inestimável presente e quem recebe o órgão aceita o presente sem preço. Dar e receber um presente com este valor talvez seja o mais importante nesta história recheada de significados do transplante de órgãos humanos. Este extraordinário presente, por outro lado, não é uma transação privada entre o doador e o receptor. Pelo contrário, ocorre dentro de uma complexa rede de relacionamentos pessoais que se estende para famílias, médicos e todos os membros da equipe de saúde que estão envolvidos na operação. Dentro desta rede de relações, uma complexa troca ocorre, pela qual,consideravelmente, mais do que o órgão é transferido. (FOX & SWAZEY, 1978). OBJETIVOS: Conhecer o perfil do sujeito doador e sua percepção após a doação de rim em transplante renal. METODOLOGIA: O estudo proposto foi observacional,exploratório e transversal. Os dados analisados de forma qualitativa e quantitativa. Os sujeitos foram convocados a participar do estudo, avaliados clinica e psicologicamente (aplicação dos instrumentos SF-36 e Escala de Depressão de Beck, além de estruturada). A amostra estudada foi composta por 47 indivíduos. O tempo médio pós-doação dos sujeitos avaliados foi de 4 anos. RESULTADOS: A principal relação entre o doador e o receptor foi materna, sendo neste caso as características: mulher, ao redor dos 45 anos, com sobrepeso, consangüínea com o receptor, com escolaridade de ensino fundamental incompleto, vivendo com companheiro e filhos. Clinicamente, após a doação, os doadores apresentaram, em sua maioria, sobrepeso (IMC 27,6), pressão arterial dentro dos limites da normalidade (123 ± 18,1/78,5 ± 10 mmHg) e função renal normal (creatinina sérica média de 1,28 mg/dl e ausência de proteinúria [proteinúria em amostra urinária de 0,0456 mg/g de creatinina]). A cirurgia de transplante foi realizada por vídeolaparoscopia em 74,5% e por cirurgia aberta 25,5% . A qualidade de vida, avaliada através do SF 36, apresentou uma variação entre 59,2 ± 24,9 (Vitalidade) até 79,4 ± 24,3 (Capacidade funcional). A depressão pode ser classificada da seguinte maneira: 33 (70,21%) com depressão mínima, seis (12,70%) com depressão leve, 5 (10,63%) com depressão moderada, e 3 (6,30%) com depressão grave. Quanto ao fator parentesco, 11 doadores eram não-parentes e 36 eram parentes. Em sua maioria,(87,3%), os doadores mantém contato com os receptores, 28(59,6%) referem que o relacionamento não mudou após a doação, 24( 51,1%) referem que tiveram alguma limitação emocional, 11(23,4%) referiram que a dor que sentiram foi o aspecto mais negativo da doação, 40(85,1%) disseram que ver o receptor bem foi o aspecto mais positivo, 5(10,6%) se sentiram pressionados para doar e 4( 8,5%) se arrependeram de doar. CONCLUSÃO: Conclui-se que foi possível conhecer o perfil dos doadores e sua percepção após a doação de rim em transplante renal.
Abstract (english): INTRODUCTION: When discussing the living transplant donation, the focus is, most of the times, in the organ’s receptor. After all, he is the sick ne, the patient, the reason of the process development that culminates in the surgery for function substitution. However, the donor is a complicated and fundamental part on the procedure, so that in the contrary of the other part, is an healthy subject that becomes a patient. Accepts mutilation, after emphatic identification with the one whose life quality is modified by a dysfunction. Various researchers have been studying the psychological, social and ethical implications involving kidney donors (BURROUGHS et al., 2003; STERNER et al., 2006; NEUHAUS et al., 2005). The donor subject that offers a body part for transplant will be bequeathing an invaluable gift and who receives the organ accepts it. To give and receive a present of that value may be the most important in this story filled with meanings of the human organ transplant. This extraordinary present, on the other hand, is not and private transaction between donor and receptor. On the contrary, happens inside a complex personal relationship network, wich is extended to families, doctors and all the other members of the health team that are involved in the operation. Inside the relationship network, a complex exchange happens, in which considerably more than an organ is transferred. (FOX & SWAZEY, 1978). OBJECTIVES: To know the donor subject profile and hos perception after the kidney donation in kidney transplantation. METHODOLOGY: The study proposed was observational, explanatory and transverse. The data were analyzed both in qualitative and quantitative ways. The subjects were called to enter the study, submmited toclinical and psychological evaluation (application of SF-36, Beck’s Depression Scale, and structured interview). The studied sample consisted of 47 individuals. The average pos-donation time of the evaluated subjects was 4 [1 à 8] min 0 29 max. RESULTS: The main relationship between donor and receptor was maternal, being the characteristics in that case: woman, about 45 years old, overweighed, consanguineous to the receptor, with incomplete fundamental scholarship, living with companion and children. Clinically, after tga donation, the donors presented, mostly, overweight (IMC 27,6), blood pressure between the normal limits (123 ± 18,1/78,5 ± 10 mmHg), proteinúria in urine sample of 6 mg [5 mg; 8 mg], 131,55± 70,58 of creatinina in urine sample and 1,28 (1,28± 0,27) of creatinina sérica. The transplant surgery was 74,5% realized by Videolaparoscopia and 25,5% by open surgery. The quality of life, evaluated by the SF 36, presented a variation of 59,2 ± 24,9 (Vitality) to 79,4 ± 24,3 (Functional Capability). The depression can be classified in the following way: 33 (70,21%) with minimal depression, 6 (12,70%) with low depression, 5 (10,63%) with moderated depression and 3 (6,30%) with severe depression. About the parental factor, 11 donors were not-related and 36 were related. In their majority, 41 (87,3%) the donors keep contact with the receptors, 28 (59,6%) referred that the relationship has not changed after the donation, 24 (51,1%) referred that had some kind of emotional limitation, 11 (23,4%) referred that the pain they felt was the most negative factor of the donation, 40 (85,1%) said that seeing the receptor well was the most positive aspect, 5 (10,6%) felt pressure to donate, 4 (8,5%) regretted on donating. CONCLUSION: It is concluded that it was possible to know the donors profile and their perception after the kidney donation and kidney transplantation.
Keywords: Qualidade de vida
Depressão
Transplante de Rim/Psicologia
Doadores Vivos
Percepção
Estudos Transversais
Estudos Observacionais
Análise Quantitativa
Análise Qualitativa
Criança
Adulto Jovem
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 26/12/2022
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/7788
Issue Date: 28-Mar-2012
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TES_EVELYN_SOLEDAD_REYES_VIGUERAS_CONFIDENCIAL.pdfEVELYN_SOLEDAD_REYES_VIGUERAS_TES358.28 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.