Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8927
Document type: Dissertação
Title: Atitudes corretivas em relação a pacientes lésbicas, gays e bissexuais : avaliação dos profissionais de psicologia
Author: Vezzosi, Jean Ícaro Pujol 
Advisor: Costa, Angelo Brandelli
Abstract (native): Este estudo, realizado no grupo de pesquisa Preconceito, Vulnerabilidade e Processos Psicossociais na unidade de Psicologia Social, teve como principal objetivo avaliar as atitudes corretivas (AC) dos profissionais da psicologia em relação a pacientes lésbicas, gays e bissexuais (LGB) nos conselhos regionais de psicologia (CRP) do Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás, Espirito Santo e Mato Grosso. Foram consideradas as variáveis sociodemográficas, socioculturais, profissionais, as crenças etiopatológicas sobre a homossexualidade e bissexualidade e atitudes corretivas dos(as) psicólogos(as) ativos nos CRPs. Essas foram consideradas em frequência e regressão. A amostra trabalhada foi de 692 profissionais da psicologia registrados nos órgãos da classe que responderam um questionário online. A frequência de atitudes corretivas com e sem a solicitação de um paciente foram quantificadas e estão mais frequentemente presentes em psicoterapeutas familiares/sistêmicos e cognitivo/comportamentais. As crenças etiopatológicas sobre pacientes LGB foram analisadas em frequência. As análises de regressão demonstraram que os preditores mais fortes de AC foram a crença de que a homossexualidade é uma patologia; a crença de que as crianças criadas por pais/mães homossexuais (gays ou lésbicas ou bissexuais) têm maiores chances de desenvolverem problemas no desenvolvimento; a crença de que homossexualidade/bissexualidade é produto de um sentimento de que se é inadequado(a) ou incompetente nas relações heterossexuais; a crença de que existe uma causa para a homossexualidade/bissexualidade dos(as) pacientes; o gênero do(a) psicoterapeuta; e o nível de crença atual em relação a alguma religião. A aplicação adequada de intervenções com a população LGB deveria se dar por meio de aceitação e apoio, avaliação abrangente, enfrentamento ativo, apoio social e a exploração e desenvolvimento da identidade enquanto parte da diversidade sexual. A investigação das crenças psicológicas mais frequentes e preditoras de AC pode fomentar mudanças na abordagem docente do tema. Além disso, há a necessidade de os conselhos regionais de psicologia realizarem intervenções com seus profissionais visando a mudança de atitudes em relação à diversidade sexual.
Abstract (english): This study, carried out in the research group Prejudice, Vulnerability and Psychosocial Processes in the unit of Social Psychology, had as main objective to evaluate the corrective attitudes (CA) of professionals of psychology towards lesbian, gay and bisexual patients (LGB) in regional councils of Psychology (CRP) of the Distrito federal, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás, Espírito Santo and Mato Grosso. Sociodemographic, sociocultural, professional variables, ethiopathological beliefs about homosexuality and bisexuality, and corrective attitudes of active psychologists in CRPs were considered. These were considered in frequency and regression. The sample studied was 692 psychology professionals registered in the organs of the class who answered an online questionnaire. The frequency of corrective attitudes with and without a patient's request have been quantified and are more frequently present in cognitive/behavioral and family/systemic psychotherapists. The etiopathological beliefs about LGB patients were analyzed in frequency. The regression analyzes demonstrated that the strongest predictors of CA were the belief that homosexuality is a pathology; the belief that children raised by homosexual parents (gay or lesbian or bisexual) are more likely to develop developmental problems; the belief that homosexuality/bisexuality is the product of a feeling that one is inadequate or incompetent in heterosexual relationships; the belief that there is a cause for the homosexuality / bisexuality of the patients; the gender of the psychotherapist; and the current belief level in relation to some religion. Appropriate implementation of interventions with the LGB population should take place through acceptance and support, comprehensive assessment, active coping, social support, and the exploration and development of identity as part of sexual diversity. The investigation of the most frequent and predictive psychological beliefs of CA can foster changes in the teaching approach of the subject. In addition, there is a need for regional councils of psychology to carry out interventions with their professionals aimed at changing attitudes towards sexual diversity.
Keywords: Atitudes Corretivas
Crenças Etiopatológicas
Homossexualidade
Psicologia Clínica
Corrective Attitudes
Ethiopathological Beliefs
Homosexuality
Clinical Psychology
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Ciências da Saúde e da Vida
Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 09/10/2024
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8927
Issue Date: 30-Nov-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIS_JEAN_ÍCARO_PUJOL_VEZZOSI_CONFIDENCIAL.pdfJEAN_ÍCARO_PUJOL_VEZZOSI_DIS 508.41 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.