Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8201
Document type: Dissertação
Title: Qualidade de vida e coerção em idosos que utilizam tecnologia assistiva, na forma de teleassistência
Author: Neves, Bruna Borba 
Advisor: Goldim, José Roberto
Abstract (native): Devido ao aumento da população idosa e da expectativa de vida, tem sido utilizadas novas tecnologias para auxiliar no processo de envelhecimento com qualidade de vida. Dentro dessas novas tecnologias encontra-se a teleassistência, que tem por objetivo acompanhar o idoso em seu domicílio, baseando-se em tecnologias de comunicação. Este individuo, quando necessário pode solicitar suporte de saúde através da teleassistência, oferecendo uma opção para os idosos permanecerem em seus domicílios. Objetivo: Teve por objetivo avaliar a qualidade de vida e a expressão de coerção de idosos que utilizam tecnologia assistiva na forma de teleassistência na cidade de Porto Alegre. Metodologia: Se tratando de um estudo transversal do tipo estudo de casos prevalentes, foram convidados todos os clientes e aceitaram participar 25 pessoas. Foram utilizados como critérios de inclusão ser idoso, ou seja, pessoa com idade igual ou superior a 60 anos, e estar utilizando tecnologia de teleassistência. Os dados foram coletados por meio de entrevistas nos domicílios dos participantes, a partir de um roteiro estruturado, com quatro instrumentos: questionário com informações sociodemográficas, escala para avaliar a qualidade de vida dos idosos que utilizam a tecnologia, escala de avaliação da satisfação com o uso da tecnologia e uma escala de Expressão de Coerção. A análise estatística dos dados obtidos foi avaliada quantitativamente, utilizando medidas estatísticas descritivas e inferenciais. Resultados: A amostra foi composta por 25 idosos da cidade de Porto Alegre que utilizam a tecnologia assistiva em forma de teleassistência da empresa TecnoSenior e Irissenior. A idade média foi de 82,24 anos, mínima 60 anos e máxima 94 anos. Os idosos eram predominantemente do sexo feminino (92%). A maioria dos participantes eram viúvas (60%). A escolaridade variou de quatro anos até 40 anos de estudo, com uma média de 13,58 anos. Dentre os participantes, a maioria mora sozinho 21 (84%) e apenas 4 (16%) moram com alguém, que pode ser o marido ou esposa, filhos ou netos. O tempo de uso da teleassistência variou de dois a 60 meses, com média de 18,4 meses. A confiança em relação ao uso da teleassistência teve média de 81,6% e a satisfação em relação ao uso teve uma média de 85,6%. Conclusão: Todas as variáveis avaliadas tiveram resultados favoráveis.
Abstract (english): Due to the increase in the elderly population and life expectancy, new technologies have been used to help the aging process with quality of life. Within these new technologies is the teleassistance, which aims to accompany the elderly in their home, based on communication technologies. This individual, when necessary, can request health care through teleassistance, offering an option for the elderly to remain in their homes. Objective: The objective of this study was to evaluate the quality of life and the expression of coercion of elderly people using assistive technology in the form of teleassistance in the city of Porto Alegre. Methodology: In the case of a cross-sectional study of the prevalent case study, all the clients were invited and 25 people accepted to participate. Inclusion criteria were used to be elderly, that is, people aged 60 or over, and to be using teleassistance technology. The data were collected through interviews in the households of the participants, based on a structured script, with four instruments: a questionnaire with sociodemographic information, a scale to evaluate the quality of life of the elderly using the technology, satisfaction assessment scale with the Use of technology and a Coercion Expression scale. The statistical analysis of the data obtained will be quantitatively evaluated, using descriptive and inferential statistical measures. Results: The sample was composed of 25 elderly people from the city of Porto Alegre who use assistive technology in the form of teleassistance of Tecno Sênior and Irissenior. The mean age was 82.24 years, minimum 60 years and maximum 94 years. The elderly were predominantly female (92%). The majority of the participants were widows (60%). Schooling ranged from four years to 40 years of study, with a mean of 13.58 years. Among the participants, the majority live alone (21%) and only 4 (16%) live with someone, who can be the husband or wife, children or grandchildren. The time of use of teleassistance ranged from two to 60 months, with a mean of 18.4 months. Confidence regarding the use of teleassistance averaged 81.6% and satisfaction with use averaged 85.6%. Conclusion: All the evaluated variables proved favorable results.
Keywords: Idosos
Tecnologia Assistiva
Coerção
Qualidade de Vida
Bioética
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 12 meses
Date to release fulltext: 10/07/2019
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8201
Issue Date: 5-Jan-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIS_BRUNA_BORBA_NEVES_CONFIDENCIAL.pdfBRUNA_BORBA_NEVES_DIS556.91 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.