Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8164
Document type: Dissertação
Title: Educadoras e educadores sociais de Porto Alegre em busca de reconhecimento
Author: Dias, Santiago Pavani 
Advisor: Sobottka, Emil Albert
Abstract (native): A atividade ocupacional de Educadoras(es) Sociais tem suas origens nas ações dos movimentos sociais populares dos anos 1950 e 1960. Atualmente, essas(es) trabalhadoras(es) representam boa parte da força de trabalho na execução das políticas públicas no Brasil, principalmente as de Assistência Social. Considerando o contexto da regulamentação de sua atividade ocupacional no Brasil, este trabalho investiga quais são as demandas por reconhecimento social das(os) Educadoras(es) Sociais de Porto Alegre. Para tal, busca, na Sociologia das Profissões, suprir um déficit sociológico identificado na discussão nacional sobre a regulamentação, distinguindo ocupações de profissões; apresenta a Teoria do Reconhecimento de Axel Honneth como modelo analítico para identificar, no conteúdo dos discursos sociais, as demandas por reconhecimentos e analisar sua validade normativa; esboça uma história da conformação da atividade ocupacional de Educadoras(es) Sociais no Brasil, demonstrando que essa identidade é distinta, porém não antagônica, a de Educadoras(es) Populares; e, por fim, analisa as falas de Educadoras(es) Sociais de Porto Alegre em entrevistas e em espaços de debates sobre os temas da sua formação inicial, de suas práticas e condições de trabalho e da regulamentação de sua atividade ocupacional no Brasil, tendo a Teoria do Reconhecimento como guia analítico. A principal demanda por reconhecimento identificada foi o conhecimento da sociedade das atividades realizadas por Educadoras(es) Sociais de tal forma que as pessoas as reconheçam como um trabalho e não como caridade ou voluntariado. Demandam de suas(seus) colegas de trabalho, trabalhadoras(es) de categorias já profissionalizadas, o reconhecimento da equidade de suas contribuições teóricas e práticas para o bom desenvolvimento das atividades em equipes que operem em modelo de cooperação multiprofissional, o que também indica um desejo de maior autonomia em suas práticas ocupacionais. Das instituições contratantes e do Estado, demandam melhores condições de trabalho, tais como: a redução da jornada de trabalho, cuidados de saúde mental, adicionais salariais (penosidade) e maior renda. Também se constatou a falta de conhecimento das(os) Educadoras(es) Sociais de Porto Alegre sobre o processo de regulamentação de sua atividade ocupacional no Brasil bem como da discussão nacional sobre o processo.
Abstract (english): The occupational activity of Social Educators has its origin in the actions of popular social movements of the 1950s and 1960s. Currently, these workers represent a large part of workforce in the execution of public policies in Brazil, mainly Social Assistance. Considering the context of regulation of its activity in Brazil, this work investigates what are the social recognition demands of the Social Educators of Porto Alegre. For this, it seeks, in the Sociology of Professions, to cover a sociologic deficit identified in the national discussion about regulation, distinguishing occupations from professions; it presents the Axel Honneth’s Theory of Recognition as an analytical model to identify, within the content of social discourse, the demands for recognition and to analyze its normative validity; it sketches a history of the conformation of the occupational activity of Social Educators in Brazil, demonstrating that this identity is distinct, but not antagonistic, from the Popular Educators; and, finally, it analyzes the speech of Social Educators of Porto Alegre in interviews and in debates about the themes of their initial formation, practices and working conditions and regulation of their occupational activity in Brazil, having the Theory of Recognition as an analytical guide. The main demand for recognition identified was the society's knowledge of the activities carried out by Social Educators in such a way that people recognize them as work, not charity or volunteering. They demand from their colleagues, workers of categories already professionalized, the recognition of equity of their theoretical and practical contributions for the good development of activities in teams that operate in multiprofessional cooperation model, which also indicates a desire for greater autonomy in their occupational practices. Of the contracting institutions and State, they demand better working conditions, such as: reduction of working hours, mental health care, additional salaries (painfulness), and higher income. It was also observed the lack of knowledge of the Social Educators of Porto Alegre about the process of regulating their occupational activity in Brazil as well of the national discussion about the process.
Keywords: Sociologia das Profissões
Teoria do Reconhecimento
Educação Social
Educadoras Sociais
Educadores Sociais
CNPQ Knowledge Areas: OUTROS::CIENCIAS SOCIAIS
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Humanidades
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho não apresenta restrição para publicação
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8164
Issue Date: 30-Apr-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Santiago_Pavani_Dias_Dis.pdfSANTIAGO_PAVANI_DIAS_DIS1.36 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.