Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6856
Document type: Dissertação
Title: A crítica levinasiana à ontologia e ao sujeito : aspectos da ruptura do eu e a responsabilidade como constituinte da subjetividade
Author: Martinelli, Águeda Vieira 
Advisor: Madarasz, Norman Roland
Abstract (native): Este trabalho tem como objetivo evidenciar na obra de Emmanuel Levinas a crítica a ontologia e ao sujeito. Veremos, desde seus primeiros trabalhos, o surgimento de um existente na existência que tenta escapar de si, evadir-se. Este existente, este sujeito que é o eu, vive em um mundo no qual consegue se manter através do trabalho e do consumo. Porém, o eu encontra um ser que resiste, o Outro. Mostraremos como no eu surge o Desejo que abre nele a possibilidade de acolher esta alteridade, de modo que a relação ética entre o Eu e o Outro seja possível. Veremos a importância da relação erótica para o autor, pois é a abertura, através do filho, para as relações em sociedade e para a própria sociedade, além de ser a transcendência do eu em seu filho. Analisaremos algumas questões acerca do feminino, para melhor compreender sua relevância no pensamento de Levinas. Trataremos, por último, da responsabilidade que constitui a subjetividade do eu na relação com o Outro, de maneira que o eu se torna um-para-o-outro, até a substituição. Como a relação de responsabilidade somente é possível no face a face, entre dois termos, a justiça surge para que o terceiro não seja excluído da ética, de maneira que a responsabilidade perpassa as relações em sociedade.
Abstract (english): This work aims to expose the critique of ontology and subject in the work of Emmanuel Levinas. We shall see, from his first works onwards, the origin of aexistents in existence that tries to escape himself, to evade himself. This being, this subject that is the “I”, lives in a world in which he is able to maintain himself through work and consumption. But the “I” encounters a resisting being, the “Other”. We will show how in the I a Desire comes to existence that opens in him the possibility of receiving this Otherness, in a way that the ethical relationship between the I and the Other becomes possible. We will see the importance of the erotical relationship for the author, for it is opening, through the child, to the relationships in society and society itself, besides constituting the transcendence of the I in his son. We shall analyze some questions about the feminine. To better understand its nature in the tought of Levinas. We will approach, at last, of responsibility which constitutes the subjectivity of the I in the relationship with the other, so that the I becomes “one-for-another”, and even substitution. Since the relationship of responsibility is only possible in the “face-to-face”, between two terms, justice emerges so that the third is not excluded from ethics, so that responsibility pervades the relationships in society.
Keywords: ONTOLOGIA
ÉTICA
OUTRO (FILOSOFIA)
SUBJETIVIDADE
RESPONSABILIDADE
LEVINAS, EMMANUEL - CRÍTICA E INTERPRETAÇÃO
FILOSOFIA FRANCESA
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Humanidades
Program: Programa de Pós-Graduação em Filosofia
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6856
Issue Date: 29-Mar-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIS_AGUEDA_VIEIRA_MARTINELLI_PARCIAL.pdfTexto Parcial175.81 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.