Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6570
Document type: Dissertação
Title: Serviço social campeando a inserção da população do campo na atenção básica em saúde nos pampas
Author: Charqueiro, Leslie Tuane Penteado 
Advisor: Bellini, Maria Isabel Barros
Abstract (native): O presente trabalho tem como tema a População do Campo inserida na Atenção Básica em Saúde (AB) da região rural de Viamão/RS e a interface com a Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo da Floresta e das Águas (PNSIPCFA), nos anos de 2014 e 2015. Tendo como lócus, a Atenção Básica em Saúde e como objeto a PNSIPCFA. A pesquisa qualitativa contou com dois grupos focais, sendo um, com agricultores (as) assentados (as) e um com agricultores (as) não assentados (as), considerando seus modos e condições de vida e os reflexos destes em sua saúde e inserção na Atenção Básica. Também foram realizadas três entrevistas, contemplando profissionais da Atenção Básica que atendem essa população e um (a) gestor (a) da Atenção Básica em Saúde. Assim como, foi realizada pesquisa documental e observação participante, para complementar a análise. Utilizamos o método dialético-crítico, com base marxiana, tendo como categorias centrais do método a historicidade, contradição, totalidade, mediação e trabalho. Neste contexto, afirmamos a necessidade de serviços de saúde e intersetoriais que acompanhem esta população em seus territórios de vida e trabalho. Territórios que necessitam ser “usados” (SANTOS; SILVEIRA, 2006), vivenciados no cotidiano de trabalho vivo e em ato, também pelos serviços públicos. E que representa o espaço de produção de saúde, ao passo que também produz sofrimento, quando depara-se com adversidades, como as que o trabalho pela e na terra, com pouco investimento, pode ocasionar. Salientamos ainda, que apesar da exploração da força de trabalho, das desigualdades sociais e portanto, da própria questão social, ser anterior ao sistema capitalista, como apresentamos ao retomar as bases históricas do feudalismo da Idade Média, na realidade contemporânea, estas expressões se acirram cada vez mais, refletindo na saúde da população. Portanto, a necessária discussão sobre a saúde da população do campo, em seu conceito ampliado, visando contribuir com a implementação da Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo, Florestas e Águas (PNSIPCFA) no Brasil. Na pesquisa identificamos entre as necessidades específicas desta população, com recorte para a agricultura familiar, referentes a agravos em saúde, sendo que alguns vão ao encontro dos processos multicausais que afetam a população em geral do município, como hipertensão, cardiopatias, diabetes e sobrepeso, outros com causas específicas, mas com agravos semelhantes, como: osteomusculares, sofrimento mental decorrente do “desenraizamento”, histórico de violações de direitos na luta pela terra e o trabalho árduo na terra, como: depressão (altos índices de uso de medicação controlada) e uso prejudicial de bebida alcoólica, assim como agravos que podem estar relacionados ao uso de agrotóxicos. Desta forma, buscamos reforçar a essencialidade da produção agrícola livre de agrotóxicos, como uma questão de saúde pública e intersetorial, principalmente no Brasil, país que mais o usa no mundo. Uma discussão que afeta direta e indiretamente toda população, pois é a agricultura familiar que basicamente nos alimenta. Portanto, planejar estratégias de inserção na saúde que atenda sua integralidade, contribui para além de sua qualidade de vida, para a qualidade de vida da população em geral.
Abstract (english): This work has as its theme: The Rural Population that makes part of the Primary Health Care from rural region of Viamão/RS and the interface with the National Policy of Integral Health of Forest and Water Populations (PNSIPCFA), in the years 2014 and 2015. This work has as its ‘locus’ the Primary Health Care, and as its object: the PNSIPCFA. For this work, our qualitative research involved two groups: one with ‘seated’ (workers who receive government land) work farmers, and one with ‘not seated’ work farmers (work farms owners of their land). This way, we consider their living manners and their living conditions as well as the reflections of those in their health and their inclusion in the Primary Care. In addition, we realized three interviews with Primary Care professionals and with a Primary Health Care manager. In the analysis, we realized a complementary documental research and some observations. We used the dialectical-critical method, with Marxian base, along with the following core categories of the method: historicity, contradiction, totality, mediation and work. In this context, we recognize the vital need for the expanding of health services and intersectoral services to the rural population in their territories of living and working, territories that should be "used" (SANTOS; SILVEIRA, 2006), and should be experienced in the everyday labor, and also in the public services. Those represent the space production of health, while also it produces suffering, when it faced with adversities, such as the working for and on the land, with little investment, can cause. We point out that, despite the exploitation of the workforce, of the social inequalities and of the social question to be priority for the capitalist system, we present the historical bases of the Feudalism of Middle Ages, in the contemporary reality, these expressions connect increasingly, and it reflects the health of the population. Therefore, it is necessary the discussion about the health of the rural population, in its broader concept, to contribute with the implementation of the National Policy of Integral Health of Forest and Water Populations (PNSIPCFA), in Brazil. In the survey, we identified among the specific needs of the rural population, with cutout for work farm families. The specific necessities are regarded health injuries, and some connected with multi-causal processes that affect the general population of Viamão, such as hypertension, heart disease, diabetes, overweight, and others with specific causes, but with similar diseases, such as musculoskeletal disease and mental suffering. The latter is due to the "uprooting", the historical violation of rights in the struggle for land and in the hard work on the land, causing depression (with high rates of controlled medication) and harmful use of alcohol, as well as diseases that may be related the use of pesticides. In this way, we aim to strengthen the essentiality of agricultural production that is free of pesticides, as a matter of public health and intersectoral, especially, in Brazil, the country that most use pesticides in the world. This discussion affects, directly and indirectly, the whole population, because the farm work family, basically, feeds us. Therefore, we should plan insertion strategies in the health that meet their entirety, as well as we should contribute to their quality of life, for the quality of life of the general population.
Keywords: ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
POPULAÇÃO RURAL - ASPECTOS SOCIAIS
POLÍTICA DE SAÚDE
SERVIÇO SOCIAL
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Faculdade de Serviço Social
Program: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6570
Issue Date: 13-Jan-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIS_LESLIE_TUANE_PENTEADO_CHARQUEIRO_COMPLETO.pdfTexto Completo2.89 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.