Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/441
Document type: Tese
Title: A violência na escola e estratégias de prevenção e redução : a necessária interlocução dos saberes
Author: Bezerra, Maria Jacobina da Cruz 
Advisor: Grossi, Patricia Krieger
Abstract (native): Experiências isoladas do Serviço Social na Educação existem várias, do mesmo modo que é ampla a literatura sobre a violência na escola, porém as atividades dos Assistentes Sociais no âmbito educacional e na formação profissional são espaços ainda a serem conquistados. O objetivo geral deste estudo consiste em analisar as manifestações de violência no âmbito escolar e seu entorno, e como o Serviço Social contribui para o enfrentamento dessas expressões, visando fornecer subsídios teórico-práticos para a prevenção do fenômeno e a promoção da cidadania de crianças e adolescentes. Os objetivos específicos foram: a) identificar as expressões de violência verbais e não verbais no interior da escola, em seu entorno e na família e os significados atribuídos à violência, b) analisar os efeitos da violência no meio escolar nas relações estabelecidas na escola, no entorno e na família; c) verificar que alternativas podem contribuir para a redução da violência na perspectiva da cultura de paz; d) identificar como o Serviço Social vem contribuindo no enfrentamento da violência na escola e entorno, sob a ótica dos sujeitos da pesquisa. Este estudo se fundamentou na perspectiva do empowerment, Direitos Humanos e Educação para a Cultura de Paz, dentro do método dialético crítico. Trata-se de um estudo qualitativo, tendo como principais instrumentais de coleta de dados a entrevista semi-estruturada e o grupo focal, complementados com a análise de conteúdo de 141 redações de alunos da escola pública (2ª a 8ª série) e 41 redações de alunos (as) da escola privada, totalizando 182 redações temáticas sobre a violência na escola. Foram ministradas 11 oficinas envolvendo 220 alunos (as) da escola pública, esta última como contrapartida da realização da pesquisa, enfocando a temática da violência doméstica. As oficinas foram gravadas, fotografadas e as transcrições submetidas à análise de conteúdo, posteriormente. Foram entrevistados, também, 17 professores, 02 diretores, 02 coordenadores pedagógicos, 13 alunos, 05 representantes do pessoal técnico-administrativo, 03 Assistentes Sociais e 02 estagiárias de Serviço Social de duas escolas, sendo uma escola pública municipal, de Educação Infantil e Ensino Fundamental e a outra particular, com enfoque no Ensino Médio, ambas localizadas no Município de Cuiabá, Mato Grosso. O grupo focal foi realizado com o entorno da escola, composto por 06 representantes da comunidade geográfica e funcional, como líderes, membros do Conselho da Escola, pais ou responsáveis, seguindo critérios definidos na metodologia para cada segmento. Totalizaram-se 452 sujeitos entre todos os segmentos pesquisados. Os resultados da pesquisa apontam para o desconhecimento do papel e da própria identidade do Serviço Social nas escolas, a naturalização da violência no cotidiano escolar e a prevalência dos métodos tradicionais de resolução de conflitos na escola, via coordenação pedagógica e/ou direção. A tese reafirma que para o enfrentamento da violência no meio escolar torna-se necessária a interlocução de diferentes saberes, práticas e políticas, pois a violência possui raízes complexas que extrapolam o âmbito escolar. Entre as estratégias de prevenção, os dados apontam para ações isoladas e muitas vezes ineficazes da escola que não chegam a transformar a cultura punitiva escolar. A presença ativa dos assistentes sociais em escolas, o envolvimento da comunidade escolar, gestão democrática e práticas dialógicas constituem em caminhos para o empoderamento e emancipação de crianças e adolescentes rumos à construção de uma cultura de paz e de cidadania, como contribuição visível do Serviço Social à Educação. Resgatar a dimensão humana e ética na educação na interface com as demais políticas é o desafio para a construção da cultura de paz e de justiça social, alargando o olhar para a necessária interlocução de saberes para novos fazeres, como a articulação do Serviço Social na escola com a saúde e outros, dentro de uma perspectiva que coloque as pessoas no centro do processo de desenvolvimento.
Keywords: EDUCAÇÃO E SOCIEDADE
VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS
CNPQ Knowledge Areas: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Language: por
Country: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Faculdade de Serviço Social
Program: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/441
Issue Date: 16-Mar-2009
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
412892.pdfTexto Completo5.7 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.