Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/2733
Document type: Tese
Title: Construção de um instrumento de avaliação prognóstica para idosos em unidade de terapia intensiva
Author: Pedrosa, Ivanilda Lacerda 
Advisor: Schneider, Rodolfo Herberto
Abstract (native): Introdução: com o aumento da expectativa de vida dos indivíduos no Brasil e no mundo, aumenta também o número de internações de idosos em unidades hospitalares e, consequentemente, em UTIs, sendo importante a identificação dos fatores de riscos que podem comprometer o idoso que se interna nestas unidades. Objetivo: construir um instrumento de avaliação prognóstica para idosos internados em unidade de terapia intensiva. Métodos: estudo de coorte, com coleta prospectiva, desenvolvido em quatro instituições hospitalares da rede pública de saúde do município de João Pessoa-Paraíba-Brasil, incluindo idosos com idade &#8805; a 60 anos. A coleta de dados foi realizada entre dezembro de 2012 e junho de 2013, utilizando-se o instrumento construído a partir do estudo piloto e a escala de Katz. Para a análise dos dados utilizou-se o programa SPSS, o teste qui-quadrado de Pearson e a técnica de regressão de Poisson, que estima o risco relativo, mantendo-se no instrumento as variáveis com p &#8804;0,10 e com grande plausibilidade biológica. Elaborou-se a classificação de risco de óbito utilizando-se a análise dos quartis, confirmado pela curva ROC. O estudo foi aprovado pelo CEP-PUCRS, sob o número 186.415. Resultados: foram incluídos 205 idosos, com média de idade de 74,6 anos e mortalidade de 59%. Do total da amostra e de acordo com os escores, 16,6% dos idosos tinham risco baixo, 23,9% apresentaram risco moderado, 40% risco alto e 19,5% dos idosos, mostraram um risco muito alto. O valor preditivo positivo do instrumento foi de 77% e o negativo foi de 67,5%, com índice de concordância - C = 0,78. O ponto de corte do instrumento foi &#8805; 9 pontos. A sensibilidade foi de 77,7% e a especificidade de 66,7%. Para os indivíduos que ficaram internados na UTI até 10 dias, a taxa de sobrevivência foi de 69,8%, caindo para 46,6%, 22,4% e 10,7%, para os que permanecem até 20, 40 e 50 dias, respectivamente. Conclusão: Os fatores de risco que se associaram à maior probabilidade de óbito em idosos internados em UTI foram: delirium anterior, presença de neoplasias, uso de drogas vasoativas, FC >100bat/min, glicemia <70mg/dl, faixa etária &#8805;80 anos, uso de máscara de Venturi ou de ventilação mecânica invasiva como suporte ventilatório, escala de coma de Glasgow, motivo de internação e tempo de permanência na UTI >6 dias. O instrumento construído pode ser útil na identificação de indivíduos idosos com fatores de risco que carecem de maiores cuidados, sendo, portanto, passível de ser aplicado nas UTIs.
Abstract (english): Introduction: With the increase of life expectation of individuals in Brazill and abroad, the number of elder in-patients also increases in hospital units and, consequently, in ICUs, the identification of risk factors being important to keep off compromising the elders who are assited in such units. Methods: The data collection was accomplished between December 2012 and June 2013, using the instrument constructed as from the pilot study and Katz scale. To analyse the data, we employed the SPSS programme, Pearson s chi-square test and Poisson s regression technique which estimates the relative risk, keeping the variables with p &#8804; 0.10 in the instrument and large biological plausibility. The death risk classification was elaborated throughout the use of the quartis analysis, confirmed by the ROC curve. The study was approved by CEP-PUCRS under the number 186.415. Results: Two hundred and five 74.6 mean-aged elders were included, with death rate being 59%. Out of the total sample and according to the scores, 16.6% of the elders had low risk, 23.9% showed moderate risk, 40% high risk and 19.5% of them showed very high risk. The predictive positive value of the instrument was 77% and the negative one was 67.5%, with concordance rate C = 0.78. The instrument cutoff point was &#8805; 9 points. Sensibility was 77.7% and specificity of 66.7%. For those individuals who remained in the ICU for up to 10 days, the survival rate was 69.8%, falling down to 46.6%, 22.4% and 10.7% for those who remained there for 20, 40 and 50 days respectively. Conclusion: The risk factors associated with the major death probability of elders kept in ICU were prior delirium, presence of neoplasies, use of vasoactive drugs, CF > 100beats/min, glycemia < 70mg/dl age band &#8805; 80 years, use of Venturi s mask or of mechanical ventilation as ventilating support, Glasgow comma scale, internment motive and ICU period of permanence > 6 days. The built-up instrument can be useful in the identification of aged individuals with risk factors who need better care, being therefore recommended to be applied in the ICUs.
Keywords: GERONTOLOGIA BIOMÉDICA
ENVELHECIMENTO
IDOSOS
PROGNÓSTICO
UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA
PACIENTES INTERNADOS - ASPECTOS PSICOLÓGICOS
CNPQ Knowledge Areas: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Instituto de Geriatria e Gerontologia
Program: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Citation: PEDROSA, Ivanilda Lacerda. Construção de um instrumento de avaliação prognóstica para idosos em unidade de terapia intensiva. 2014. 117 f. Tese (Doutorado em Gerontologia Biomédica) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/2733
Issue Date: 28-Mar-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
459208.pdfTexto Completo2.54 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.