Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1222
Document type: Dissertação
Title: Posição do incisivo inferior e dimensão alveolar vestibular no tratamento da má-oclusão de classe II
Author: Araujo, Laura Lütz de 
Advisor: Lima, Eduardo Martinelli Santayana de
Abstract (native): Proposição: o objetivo deste estudo foi avaliar a posição do incisivo inferior, as dimensões do osso alveolar vestibular da sínfise mandibular e o comprimento de coroa clínica dos incisivos inferiores de indivíduos Classe II antes e após o tratamento ortodôntico realizado durante o período de crescimento. Metodologia: a amostra foi composta por telerradiografias de perfil e modelos de estudo pré e pós-tratamento de 35 indivíduos que apresentavam má-oclusão de Classe II com idades entre 9 e 12 anos na primeira avaliação, tratados com aparelho extrabucal e aparelho fixo. O grupo controle foi composto por 46 indivíduos com má-oclusão de Classe II na mesma faixa etária do grupo tratado. As medidas da posição do incisivo inferior e da região da sínfise foram realizadas nas telerradiografias de perfil e o comprimento de coroa clínica dos incisivos centrais inferiores foi medido nos modelos de estudo. Para a comparação entre as medidas obtidas em T1 e T2 foi utilizado o teste t-Student pareado e para comparar os grupos entre si foi realizado o teste t-Student independente. O teste não paramétrico de Mann-Whitney foi aplicado para a comparação das diferenças médias entre os grupos e para a análise de correlação entre as medidas, foi utilizado o coeficiente de correlação de Pearson. Os resultados obtidos foram considerados significativos a um nível de significância máximo de 5% (p<0,05). Resultados: os resultados indicaram aumento na inclinação do incisivo inferior de 3,7° em relação ao plano mandibular e 3,9° em relação à linha NB (p=0,000), aumento na distância da junção cemento-esmalte à crista óssea alveolar vestibular de 0,44 mm (p=0,000), diminuição de 0,24 mm na espessura óssea vestibular na metade da raiz (p=0,005) - não significativo se comparado ao grupo controle - e aumento de 1,6 mm na espessura óssea vestibular ao nível do ápice radicular (p=0,000). O comprimento de coroa clínica apresentou aumento não significativo de 0,14 mm. Não foi encontrada correlação significativa entre a quantidade de vestibularização do incisivo e a quantidade de alterações na sínfise ou no comprimento de coroa clínica. Conclusão: o tratamento da má-oclusão de Classe II durante o período de crescimento com aparelho extrabucal associado ao aparelho ortodôntico fixo provocou leve projeção dos incisivos inferiores, pequeno aumento na distância da junção cemento-esmalte à crista óssea alveolar vestibular e aumento na distância do ápice radicular ao contorno vestibular da sínfise.
Abstract (english): The aim of this study was to evaluate lower incisors position, buccal alveolar bone dimensions of the mandibular symphysis and clinical crown height of lower incisors of Class II division I malocclusion individuals before and after orthodontic treatment during growth. The sample consisted of pre and post treatment lateral teleradiographs and dental casts from 35 individuals with Class II malocclusion and ages between 9 and 12 years on the first evaluation, treated with headgear and orthodontic fixed appliance. The control group consisted of 46 subjects with Class II malocclusion and the same age of treated group individuals. Measures of lower incisor position and symphysis dimensions were taken on lateral teleradiographs and incisor clinical crown height was measured on dental casts. For comparison between T1 and T2 measures, paired Student t test was applied and for comparison between the groups, independent Student t test was used. Mann-Whitney non parametric test was applied to compare mean differences between the groups. To analyze the correlation between the measures, the Pearson correlation coefficient was used. Results were considered significant at a significance level of 5% maximum (p<0.05). Results indicated an increase in lower incisor inclination of 3.7° in relation to the mandibular plane and 3.9° in relation to NB line (p=0.000), increase on the distance of the cementoenamel junction to the buccal alveolar crest of 0.44 mm (p=0.000), decrease on buccal alveolar bone thickness at half of the root of 0.24 mm (p=0.005) non significant if compared to control group and increase of 1.6 mm on thickness of the buccal alveolar bone at the apex (p=0.000). Clinical crown height presented a non-significant increase of 0.14 mm. No significant correlation was found between the amount of lower incisor proclination and the amount of alterations of the symphysis or of the clinical crown height. The treatment of Class II malocclusion during growth period with headgear and fixed appliance resulted in slight vestibularization of lower incisors, increase on the distance of the cementoenamel junction to the buccal alveolar crest and increase on the distance of the apex to the buccal contour of the symphysis.
Keywords: ODONTOLOGIA
ORTODONTIA CORRETIVA
MALOCLUSÃO
CNPQ Knowledge Areas: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Language: por
Country: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Faculdade de Odontologia
Program: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Citation: ARAUJO, Laura Lütz de. Posição do incisivo inferior e dimensão alveolar vestibular no tratamento da má-oclusão de classe II. 2013. 102 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1222
Issue Date: 15-May-2013
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
449687.pdfTexto Completo1.35 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.