Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/924
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSaraiva, Lisiane Alvim-
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4509762A5por
dc.contributor.advisor1Nunes, Maria Lúcia Tiellet-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787347U0por
dc.date.accessioned2015-04-14T13:22:34Z-
dc.date.available2007-05-18-
dc.date.issued2007-03-08-
dc.identifier.citationSARAIVA, Lisiane Alvim. A supervisão nas clínicas-escola do Rio Grande do Sul e nos centros de formação em psicoterapia psicanalítica de Porto Alegre. 2007. 120 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.por
dc.identifier.urihttp://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/924-
dc.description.resumoA presente dissertação de mestrado é composta por duas sessões. Na primeira foi realizada uma revisão da literatura brasileira sobre supervisão em Psicanálise e Psicoterapia Psicanalítica, em periódicos científicos publicados entre 2001-2006 nas bases de dados eletrônicas Lilacs, Scielo, Pepsic e Indexpsi, a partir do descritor supervisão psic$. Os 64 artigos originalmente encontrados foram reduzidos a 13, após criteriosa leitura e descarte daqueles que não abordavam diretamente o tema. Os 13 artigos que permaneceram foram lidos novamente e submetidos à análise de conteúdo. Essa resultou em 11 categorias de discussão. Concluiu-se que pesquisas empíricas não são o foco de estudos quando se trata da temática abordada, concentrando-se a literatura em aspectos teóricos relativos à supervisão, com ilustrações de vinhetas clínicas que se propõem a exemplificar a teoria. Também foi verificado que: os artigos não discutem os passos que supervisor e supervisionandos devem seguir para atingir os objetivos propostos; patologias na atualidade são discutidas nos textos, embora estes não tragam sugestões de mudanças na técnica e na estratégia da supervisão para dar conta destas novas configurações; poucos artigos abordam o aspecto controle da supervisão, focando mais o aspecto da aprendizagem; artigos que trazem exemplos de casos para ilustração de considerações teóricas não mencionam consentimento informado dos sujeitos envolvidos, o que é exigido por resoluções sobre pesquisa com seres humanos. A escassez de estudos empíricos foi, portanto, o ponto de partida para a elaboração da segunda sessão. Nesta, objetivou-se descrever a experiência de supervisão sob a ótica dos supervisionandos, a partir de uma amostra composta por 338 sujeitos: 204 estagiários de Psicologia Clínica, realizando Psicoterapia Psicanalítica, vinculados às Clínicas-escola dos cursos de Psicologia do Rio Grande do Sul; e 134 Psicólogos formados, realizando atendimento psicoterapêutico nos cursos de formação em psicoterapia Psicanalítica em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. O instrumento utilizado foi uma escala tipo likert de cinco pontos, composta por 27 questões. A partir de análise realizada por estatística descritiva (abrangendo freqüências, médias e porcentagens) e inferencial (Teste de Mann Whitney), visou-se, respectivamente, caracterizar a amostra e comparar os resultados dos dois grupos: estagiários e profissionais. Os resultados demonstram que houve diferenças significativas entre o conjunto de respostas dos estagiários e psicólogos no que se refere a 18 questões do instrumento (p≤0,05). As diferenças foram discutidas conforme os três blocos propostos para a análise do instrumento. Resultados demonstram que as diferenças podem ser relacionadas aos momentos pelos quais ambos os grupos estão passando no que tange à sua formação: estagiários experienciando seu primeiro contato com atendimento psicoterapêutico e supervisão, e profissionais, já mais experientes, realizando supervisão no contexto de formação em psicoterapia.por
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-04-14T13:22:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 389424.pdf: 718987 bytes, checksum: da16247bc11f41bb74df925dbae6dcb8 (MD5) Previous issue date: 2007-03-08eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucrs.br:80/tede2/retrieve/7280/389424.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpor
dc.publisher.departmentFaculdade de Psicologiapor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUCRSpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Psicologiapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPSICOLOGIA CLÍNICApor
dc.subjectPSICÓLOGOS - FORMAÇÃO PROFISSIONALpor
dc.subjectPSICOTERAPIApor
dc.subjectPSICANÁLISEpor
dc.subjectSUPERVISÃO EM PSICOTERAPIApor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor
dc.titleA supervisão nas clínicas-escola do Rio Grande do Sul e nos centros de formação em psicoterapia psicanalítica de Porto Alegrepor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
389424.pdfTexto Completo702.14 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.