Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8941
Document type: Dissertação
Title: Agressividade e impulsividade em homens hospitalizados por uso de substâncias psicoativas
Author: Bastos, Alan Saloum 
Advisor: Argimon, Irani Iracema de Lima
Abstract (native): Sabe-se que o uso de substâncias psicoativas causa prejuízos à saúde e aumenta a chance de apresentar comportamentos agressivos, principalmente na população masculina. Além disso, adictos, ou pessoas que apresentam patologias de recompensa, valorizam mais o seu objeto de adicção do que outros prazeres. Conforme a gravidade da dependência química aumenta, o adicto tem mais motivação para o uso de substâncias psicoativas e menos motivação para buscar prazeres naturais. Outro fator relevante é a Impulsividade. Pesquisas indicam que pessoas com uma alta impulsividade, medida por meio de autorrelatos, têm chances maiores de apresentar uso de substâncias e de tomar decisões prejudiciais. A Agressividade pode ser dividida em quatro traços: agressividade física; agressividade verbal; raiva; e hostilidade. As duas primeiras representam a tendência a machucar ou prejudicar outros. A raiva refere-se à raiva em si e à preparação para agredir. A hostilidade consiste em sentimentos de má vontade e injustiça vindos de outras pessoas. A Impulsividade pode ser dividida em três fatores principais: o Neuroticismo/Emocionalidade Negativa, Desinibição versus Constrangimento e Extroversão/Emocionalidade Positiva. A Desinibição versus Constrangimento tem ligação com a falta de planejamento e persistência. Já a Extroversão/Emocionalidade Positiva constituem a Busca por Sensações. Por fim, o Neuroticismo/Emocionalidade Negativa formam a base da Urgência Negativa, a tendência a agir de forma abrupta para evitar emoções negativas (e.g., estresse, fissura). Há evidência de relação positiva entre a Impulsividade e a Agressividade. Acredita-se que episódios de agressividade ocorram mais por impulsividade do que por planejamento, como sugere o estudo de Stanford e colegas. O estudo avalia 93 homens fisicamente agressivos e 90% deles apresentaram uma prevalência de agressividade impulsiva, enquanto apenas 10% apresentaram agressividade premeditada. Portanto, esta dissertação pretende contribuir com os conhecimentos na área de dependência química, com objetivo de determinar os principais fatores relacionados à Agressividade e à Impulsividade em dependentes químicos. Para tanto, foram desenvolvidos dois estudos: 1) Relation between cocaine use, impulsivity, and aggression; 2) Delay Discounting in tobacco smokers. No primeiro e no segundo artigos, as amostras são compostas por 121 e 70 participantes, respectivamente. O primeiro artigo objetiva compreender melhor a relação entre o uso de Cocaína/Crack, Impulsividade e Agressividade, sendo a escolaridade, a idade de início do uso de Cocaína e a Urgência, um dos traços da Impulsividade, os principais fatores associados à Agressividade. Além disso, encontrou-se evidências de que a gravidade percebida do uso de Cocaína/Crack está associada com a Urgência. Fica clara, portanto, a necessidade de atentar à Urgência quando tratando pacientes internados que apresentam uso de Cocaína/Crack. O segundo artigo objetiva compreender melhor a relação entre uso de Tabaco, Funções Executivas e Desvalorização pelo Atraso (uma medida de impulsividade). Os resultados indicam que tabagistas que apresentam menor renda ou classe social ou têm mais idade tendem a ter uma Desvalorização pelo Atraso maior, favorecendo recompensas menores e mais rápidas em detrimento de recompensas superiores, entretanto mais tardias. Observou-se que a Urgência e a data do primeiro uso de Cocaína têm um papel importante na Agressividade. Portanto, para ter uma noção melhor da Agressividade de pacientes com uso de Cocaína ou Crack, seria importante desenvolver um instrumento medindo especificamente a Urgência e saber a data de início do uso. Além disso, deve-se levar em consideração que dependentes de Tabaco com classe social mais baixa tendem a demonstrar maior Impulsividade, assim como dependentes de Cocaína com menos educação. Para futuros estudos, recomenda-se criar ou utilizar um instrumento que meça a Urgência especificamente, considerando que esse foi o principal traço de Impulsividade relacionado ao uso de Cocaína/Crack e à Agressividade. Além disso, tratamentos focados em reduzir a Urgência poderiam beneficiar essa população. Outra sugestão seria fazer estudos similares, mas com grupo de comparação, como, por exemplo, um grupo de pacientes internados por uso de drogas que não apresente uso de Cocaína/Crack ou um grupo da população saudável. O mesmo é recomendado ser feito com futuros estudos sobre o Tabaco e o Desvalorização pelo Atraso, com um grupo de tabagistas e um de não-tabagistas. Tal comparação iria permitir evidenciar quais características são específicas da população-alvo.
Abstract (english): It is known that psychoactive substances lead to health risks and increases the likelihood of exhibiting aggressive behaviors, which happens more often in the male population. Furthermore, addicts, or people who present reward pathologies, value their object of addiction more than other pleasures. As the severity of the substance use disorder progresses, the addict’s motivation for substance use increases, while his/her motivation for natural pleasures decreases. Another relevant factor is Impulsivity. Studies have shown that people who present high impulsivity, measured by selfreports, have a higher likelihood of presenting substance use and poor decision making. Aggression can be divided in four traits: physical aggression; verbal aggression; anger; and hostility. The first two represent the tendency to hurt or harm others. Anger refers to arousal and to the preparation for aggression. Hostility consists of feelings of ill will and injustice from other people. Impulsivity can be divided in three main traits: Neuroticism/Negative Urgency, Disinhibition versus Constraint, and Extraversion/Positive Emotionality. The Disinhibition versus Constraint is related to the lack of planning and persistence. Extraversion/Positive Emotionality form Sensation Seeking. Last, Neuroticism/Negative Emotionality form Negative Urgency, the tendency to act abruptly to avoid negative emotions (e.g., stress, craving). There is evidence of positive association between Impulsivity and Aggression. It is believed that aggressive episodes occur more by impulsivity than by planning, as suggested by a study from Stanford and colleagues. The study assesses 93 physically aggressive men and 90% of them presented impulsive aggression, whereas only 10% presented premeditated aggression. Therefore, this dissertation aims to contribute with the knowledge in the substance abuse field, with the objective of determining the main factors that associate with Aggression and Impulsivity in drug users. Thus, two studies were developed: 1) Relation between cocaine use, impulsivity, and aggression; 2) Delay Discounting in tobacco smokers. In the first and second studies, the samples consisted of 121 and 70 participants, respectively. The first study aimed to better understand the association between Cocaine (both snorted and smoked), Impulsivity, and Aggression, whereas education, snorted Cocaine onset, and Urgency, an Impulsivity trait, were the main factors associated to Aggression. Furthermore, there was evidence of association between perceived severity of Cocaine use and Urgency. Therefore, it is clear that Urgency is an important factor to be investigated when treating inpatients who present Cocaine use. The second study aimed at comprehending the relation between Tobacco, Executive Functions, and Delay Discounting (an impulsivity measurement). Results indicate that tobacco smokers with lower income or social status, or are older have a tendency towards more Delay Discounting, hence favoring lower immediate rewards over late rewards. It is observed that Urgency and Cocaine onset have an important role in Aggression. Therefore, in order to have information regarding the Aggression of patients who use Cocaine, it would be important to develop an assessment specific for Urgency and to know the first time Cocaine was used by the patient. Moreover, it should be noticed that Tobacco smokers with lower social status are likely to present more Impulsivity, just like Cocaine users with lower education. For future studies, the creation or employment of a test specifically designed to measure Urgency is recommended, considering that this was the main Impulsivity trait to correlate with Cocaine use and Aggression. Additionally, treatments that focus in decreasing Urgency would probably benefit this population. Another recommendation would be to develop similar studies, but with a comparison group, such as a group of inpatients who were hospitalized for drug abuse, but do not present Cocaine use, or a group from the healthy population. The same is recommended for future studies addressing Tobacco smoking and Delay Discounting, with a group of smokers and a group of non-smokers. Such comparison would allow shedding light on which characteristics are specific of the target population.
Keywords: Cocaína
Crack
Tabaco
Impulsividade
Agressividade
Funções Executivas
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Ciências da Saúde e da Vida
Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 15/10/2024
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8941
Issue Date: 21-Feb-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIS_ALAN_SALOUM_BASTOS_CONFIDENCIAL.pdfALAN_SALOUM_BASTOS_DIS391.05 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.