Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/881
Document type: Tese
Title: Análise da exposição regular a incidentes críticos e do construto de hardiness em profissionais de primeira resposta
Author: Paranhos, Mariana Esteves 
Advisor: Argimon, Irani Iracema de Lima
Abstract (native): Profissionais que trabalham na linha de frente de incidentes críticos, também conhecidos como profissionais de primeira resposta (first responders), são afetados emocionalmente, ainda que de diferentes formas e intensidades, pela natureza de seu trabalho. A proximidade, duração, frequência e intensidade de exposição a estes eventos são fatores que são apontados como geradores de importantes prejuízos a saúde mental nesta população. Esta realidade evidencia a necessidade de aprofundar o conhecimento de mecanismos de proteção e prevenção a saúde mental deste grupo de trabalhadores. Assim, o construto de hardiness, variável de personalidade entendida como um recurso de resistência às consequências negativas de condições adversas, mostra-se uma promissora ferramenta para a implementação de ações de prevenção nesta população. O objetivo principal desta Tese de Doutorado, portanto, foi o de compreender a associação entre aspectos de funcionamento psicopatológico e a exposição regular a incidentes críticos, bem como com o construto de hardiness nestes mesmos indivíduos. O estudo realizado permitiu a elaboração de quatro seções. A primeira seção, de cunho teórico, buscou revisar de forma sistemática na literatura científica estudos que tratassem do construto de hardiness aplicado ao contexto e para os profissionais de primeira resposta. Através da leitura dos artigos, discute-se as possibilidades de hardiness atuar como preditor de mal estar psíquico e de quadros de adoecimento emocional, bem como de sua interferência no tipo de resposta (positiva ou negativa) a situações de estresse relacionadas a ocupação. Na segunda seção, é retratado um estudo empírico, quantitativo de tipo transversal, com o foco de compreender a relação entre exposição regular a incidentes críticos e aspectos do funcionamento psicopatológico em 61 profissionais de um serviço de emergência móvel e 61 profissionais de um órgão de força policial em nível federal, ambos da cidade de Porto Alegre. Através da análise da frequência dos incidentes críticos associada a escalas indicativas de problemas comportamentais, emocionais e sociais, foi evidenciado o impacto a saúde mental dos profissionais participantes. A terceira seção, também de cunho quantitativo de corte transversal, objetivou a análise do construto de hardiness com variáveis sociodemográficas e de trabalho, e aspectos do funcionamento psicopatológico e adaptativo nos mesmos profissionais. De acordo com os resultados, maiores índices de hardiness, considerando seus três domínios, vão prever menores índices de problemas psicopatológicos. De mesma forma, o construto foi preditor de melhores níveis de relações com o trabalho e com as pessoas envolvidas neste. Finalmente, a quarta seção, tomando por base os resultados analisados nas outras duas seções empíricas desta tese, se deteve na discussão de eixos norteadores de um programa maior destinado a promoção de cuidado emocional para os dois grupos profissionais trabalhados. Problematizou-se a respeito de uma formação básica diante da exposição regular a incidentes críticos, baseada em estratégias psicoeducaionais e no conhecimento dos Primeiros Auxílios Psicológicos (PAP) e, do incremento de hardiness entendido como um importante fator de proteção, também através de uma abordagem psicoeducacional.
Abstract (english): Professionals working as first responders to critical incidents are emotionally affected, in different forms and intensities, for the nature of their work. The closeness, duration, frequency and intensity of the exposure to these events are factors that are seen as possible triggers to significant damage to their mental health. This scenario highlights the need to deepen the knowledge of protective and preventive mechanisms of mental health for this group of workers. Thus, the construct of hardiness, a personality variable seen as an endurance resource to the negative consequences of adverse conditions, seems to be a promising tool in order to implement preventive actions in this population. The main purpose of this Thesis, therefore, was to understand the association between psychopathological functioning aspects and the regular exposure to critical incidents as well as the construct of hardiness in the same individuals. The study led to the elaboration of four sections. The first section, of theoretical nature, aimed to perfom a systematic review in the literature of studies addressing the construct of hardiness applied to the this context and to first responders. By reading the articles, the possibilities of hardiness acting as a predictor of psychological distress and emotional illness was discussed, as well as how it interferes in the type of response (positive or negative) to stress-related duties. In the second section an empirical, quantitative, cross-sectional study is depicted, focusing in understanding the relationship between regular exposure to critical incidents and psychopathology aspects in 61 working professionals from an ambulance emergency service and another 61 professtionals of federal level police force, both from the city of Porto Alegre. Through the analysis of the frequency of critical incidents associated with behavior, emotional and social problems related scales, the impact of these incidents to the mental health of the professionals was evidenced. The third section, also of a quantitative cross-sectional nature, meant to assess the relationship between the construct of hardiness and sociodemographic and work related variables, as well as psychopathologic and adaptive functioning in the same professionals. According to the results, higher levels of hardiness, considering its three domains, will predict lower levels of psychopathological problems. Also, the construct was predictive of higher levels of relationship with their work and the people involved on it. The same way, the construct was predictive of higher levels of relations with work and people involved in this. Finally, the fourth section, based on the analyzed results in the other two empirical sections of this thesis, discussed guiding axes for a larger program to promote emotional care for both professional groups in the study. The discussion was about two focusing areas; first, a training strategy in the face of the regular exposure to critical incidents based psychoeducational strategies and the knowledge of the Psychological First Aid; and them, the increase of hardiness, understood as an important protective factor, also through a psychoeducational approach.
Keywords: PSICOLOGIA CLÍNICA
ESGOTAMENTO PROFISSIONAL
PSICOPATOLOGIA - TRABALHO
ESTRESSE (PSICOLOGIA)
CNPQ Knowledge Areas: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Country: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Faculdade de Psicologia
Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: PARANHOS, Mariana Esteves. Análise da exposição regular a incidentes críticos e do construto de hardiness em profissionais de primeira resposta. 2014. 33 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/881
Issue Date: 26-Sep-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
461917.pdfTexto Parcial215.51 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.