Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8204
Document type: Dissertação
Title: Fatores relacionados ao desconforto urinário em longevos e longevas
Author: Jorge, Luisa Braga 
Advisor: Bós, Ângelo José Gonçalves
Abstract (native): Introdução: O envelhecimento populacional é um fenômeno mundial, destacando-se o aumento importante de pessoas com mais de 80 anos, também chamadas de longevos (a). Esse aumento da longevidade pode vir acompanhado de alguns prejuízos funcionais gerando alguns eventos incapacitantes e que causam uma perda significativa da qualidade de vida (QV). Entre os prejuízos funcionais destaca-se a diminuição do funcionamento do sistema urinário. Este estudo buscou avaliar os possíveis fatores relacionados ao desconforto urinário em longevos e longevas. Métodos: Estudo transversal, observacional e analítico de caráter quantitativo. A amostra foi composta por longevos residentes da cidade de Porto Alegre, RS, participantes do projeto Atenção Multiprofissional ao Longevo. O impacto do desconforto urinário na QV foi avaliado pelo instrumento Kings Health Questionnaire (KHQ) adaptado para homens e mulheres com e sem incontinência urinária (IU). Além deste questionário, os longevos ainda responderam um questionário uroginecológico com perguntas sociodemográficos e clinicas. O programa estatístico utilizado foi o Epiinfo™ 7.2 e considerados significativos valores de p<0,05. Resultados: Participaram 82 longevos, 56 mulheres e 26 homens com idade média de 92,3±2,69 anos. 43% dos participantes referiram desconforto urinário e deste percentual, 97% relataram IU. Os fatores relacionados ao desconforto urinário com significância estatística foram: questões obstétricas como: parto normal, número de gestações, número de filhos e bebês pesados ao nascer. No KHQ, limitações em atividades fora de casa, viagens, atividade física, convívio social, sentimentos de depressão, ansiedade, nervosismo, preocupação em cheirar urina assim como mudanças comportamentais como uso de protetores, diminuição da ingestão hídrica foram relacionadas com o desconforto. Conclusão: Com este trabalho foi possível concluir que diversos fatores estão associados ao desconforto urinário. Apesar de baixo percentual, houve relato também de desconforto urinário na ausência de IU. A partir disso, torna-se importante durante a avalição com longevos, um cuidado especial à saúde urinária, propiciando uma intervenção antes do aparecimento dos sintomas, repercutindo em um envelhecimento mais ativo com maior qualidade de vida.
Abstract (english): Introduction: Population aging is a worldwide phenomenon, emphasizing the important increase of people with more than 80 years, elderly people. This increase in longevity may be accompanied by some functional impairment leading to some disabling events and causing animportant quality of life (QoL) impairment. Regarding the functional impairments, there is the decrease of the urinary tract function. This study aimed to evaluate the possible factors related to urinary discomfort in elderly people. Methods: Cross-sectional, observational and quantitative study. The sample was composed of elderlypeoplefrom Porto Alegre, RS, and participants in the multiprofessional attention to elderly project. The impact of urinary discomfort on QOL was assessed by the Kings Health Questionnaire (KHQ) instrument adapted for men and women with and without urinary incontinence (UI). In addition to KHQ, the elderly still answered an urogynecologic questionnaire with sociodemographic and clinical questions. The statistical program used was Epiinfo ™ 7.2 and considered significant values p <0.05. Results: 82 participants, 56 women and 26 men with a mean age of 92,3±2,69 years participated. 43% of the participants reported urinary discomfort and of this percentage, 97% reported UI. The factors related to urinary discomfort with statistical significance were: obstetric issues such as: vaginal delivery, number of pregnancies and number of higher weight gain at birth. In KHQ, limitations in outside activities, travel, physical activity, relationships, feelings of depression, anxiety, angriness, concern in smelling urine as well as behavioral changes like wearing protective, decreased water intake were related to discomfort. Conclusion: With this study it was possible to conclude that several factors are associated with urinary discomfort. Despite a low percentage, there was also a report of urinary discomfort in the absence of UI. Therefore, special attention to urinary health is important during the evaluation of the longevity, providing an intervention before the appearance of symptoms, repercussions on a more active aging with a higher quality of life.
Keywords: Idoso de 80 Anos ou Mais
Sistema Urinário
Desconforto Urinário
Incontinência Urinária
Qualidade de Vida
Longevo
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho não apresenta restrição para publicação
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8204
Issue Date: 15-Jan-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jorge_Luisa_Braga_dissertação.pdfLUISA_BRAGA_JORGE_DIS2.98 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.