Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8166
Document type: Dissertação
Title: As interrelações entre gênero e sintomatologia depressiva em uma amostra comunitária de idosos do município de Porto Alegre Rs/Brasil
Author: Lessa, Adriana da Silva 
Advisor: Neto, Alfredo Cataldo
Abstract (native): Este é um estudo transversal de coleta prospectiva que teve como objetivo principal avaliar as relações entre a sintomatologia depressiva, gênero e os dados sociodemográficos (estado civil, renda e anos de escolaridade) que permeiam uma amostra comunitária de idosos cadastrados pelo programa Estratégia Saúde da Família (ESF) do Município de Porto Alegre-RS/Brasil. A amostra foi composta por 301 idosos com média de idade de 71,1 anos, predominantemente mulheres (71,8%). Este trabalho está vinculado à linha de pesquisa Envelhecimento e Saúde Mental do Programa de Pós-graduação do Instituto de Geriatria e Gerontologia (IGG) da PUCRS. Os dados foram obtidos através de entrevista estruturada (dados sociodemográficos coletados através do questionário geral) e da aplicação do instrumento GDS-15 (rastreamento de sintomas depressivos). RESULTADOS: Possuir renda individual maior que um salário mínimo é fator protetivo na ocorrência de menor proporção de sintomas depressivos (42%), quando comparados com quem não possui renda. Os idosos que apresentaram renda individual menor que um salário mínimo também tem uma redução na prevalência de sintomas depressivos em 35%, quando comparados com os que não possuem renda. Além da renda individual, idosos que usam a leitura/escrita no seu cotidiano apresentam uma redução na prevalência de sintomatologia depressiva em 21%. A variável com maior significância estatística que distingue os dois gêneros foi estado civil. Para homens, não ter companheira aumenta a prevalência de depressão em 82% (RP=1,82; IC 95%: 1,20 – 2,76; p=0,005). Para as mulheres, o estado civil não foi um preditor significativo (RP=1,01; IC 95%: 0,79 – 1,29; p=0,948).
Abstract (english): This is a cross section study of prospective data gathering with the main objective of analyzing the relation between depressive symptomatology, gender and sociodemographic (marital status, income and scholarship) conditions that exist in a sample of an elderly community enrolled in the Family Health Strategy (ESF) program of the city of Porto Alegre-RS/Brazil. The sample was comprised of 301 elderly people, with an average age of 71,1 years, predominantly women (71,8%). This paper is attached to the Aging and Mental Health Program line of research of the Post-Graduate Program of the Geriatrics and Gerontology Institute (IGG) of the PUC-RS University. The data was gathered through structured interviews (sociodemographic data collected by questionnaire forms), and by application of the GDS-15 instrument (depressive symptom tracking). RESULTS: Possessing an average income of over one minimum wage is a protective factor, decreasing the occurence of depressive symptoms (42%) when compared to those with no income. Elderly with individual income of less than one minimum wage also presented a reduction in the occurrence of depressive symptoms of 35% when compared to those with no income. Besides individual income, elderly with daily use of reading and writing also presented a reduction in the occurrence of depressive symptoms of 21%. The biggest significance variable that distinguishes both genders was marital status. In men, the lack of companionship increase depression by 82% (RP=1,82; IC 95%: 1,20 – 2,76; p=0,005). In women, marital status wasn't a significant indicator of depression (RP=1,01; IC 95%: 0,79 – 1,29; p=0,948).
Keywords: Envelhecimento
Identidade de Gênero
Depressão
Estratégia Saúde da Família
Saúde Pública
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 26/06/2023
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8166
Issue Date: 14-Mar-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIS_ADRIANA_DA_ SILVA_LESSA_CONFIDENCIAL.pdfADRIANA_DA_SILVA_LESSA_DIS524.34 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.