Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8088
Document type: Dissertação
Title: Relação entre níveis de atividade física, índices antropométricos e função pulmonar de escolares da rede pública de Porto Alegre/RS
Author: Pazini, Fernanda 
Advisor: Roncada, Cristian
Abstract (native): Introdução: A asma é uma doença crônica respiratória de elevada prevalência na população infantil. Seu diagnóstico e tratamento correto são imprescindíveis para que o paciente não se afaste das suas atividades rotineiras. Para esta população, a atividade física orientada pode auxiliar na diminuição dos sintomas da doença, na melhora do condicionamento cardiorrespiratório, na diminuição os níveis de gordura e aumento da massa muscular, na diminuição dos níveis de absenteísmo escolar, elevando os escores da qualidade de vida. Objetivo: Avaliar e correlacionar os níveis de atividade física com a função pulmonar de crianças com diagnóstico de asma em fase escolar. Métodos: Estudo realizado em duas fases, em escolares da rede pública de Porto Alegre/RS, de 8 a 16 anos. Na fase I (transversal) a amostra foi caracterizada, sendo aplicado aos responsáveis pelos escolares um questionário de diagnóstico da asma, seguindo os padrões do estudo internacional “The International Study of Asthma and Allergies in Childhood – ISAAC”. Já na fase II (caso-controle) após a caracterização e identificação dos grupos asma e controle (hígidos) os desfechos de antropometria, níveis de atividade física e função pulmonar (espirometria) foram avaliados. Para fins de análise estatística, as variáveis descritivas e categóricas foram apresentadas por frequências absolutas e relativas. As descrições das variáveis contínuas foram apresentadas através de média e desvio padrão (DP). Para comparação entre os grupos, os valores foram analisados utilizando os testes de qui-quadrado e as correlações pelo teste de Pearson, com um valor de significância com p<0,05. Resultados: Participaram do estudo 605 escolares, sendo 290 crianças com diagnóstico clínico de asma e 315 classificadas como controle. Do total, 280 (47,3%) crianças do sexo masculino, com idade média de 11,0±2,3 anos. Os valores espirométricos categóricos demonstram diferenças nas classificações dos níveis de obstrução das vias aéreas entre grupos asma e controle (p=0,005), além da resposta ao uso de broncodilatador >12% para o VEF1/CVF (p=0,023). Já para as variáveis de escores contínuas os valores de função pulmonar, medidas antropométricas e níveis de atividades físicas, houve diferenças para os valores espirométricos, demonstrando diferenças nos volumes pré (VEF1 e VEF1/CVF, p=0,008 e p=<0,001, respectivamente), bem como nos volumes pós (VEF1/CVF, p=0,003), para os valores antropométricos, apenas a variável RCE apresentou uma diferença modesta (p=0,048), não sendo diferente para as médias de atividade física ou risco de inatividade física por tempo ócio na frente de telas. Na avaliação da correlação tais resultados, demonstram haver baixa correlação entre o tempo gasto em atividades físicas para as variáveis VEF1 [R2=0,13; p=0,012] e CVF [R2=0,12; p=0,035]) para o grupo asma, no momento pós uso de broncodilatador. Conclusão: O estudo demonstra existir diferenças nos volumes espirométricos, principalmente após a aplicação de broncodilatador, indicando distúrbios obstrutivos em crianças asmáticas. Ao mesmo tempo, demonstra baixa relação entre valores antropométricos e níveis de atividade física com a função pulmonar de crianças em fase escolar.
Abstract (english): Introduction: Asthma is a chronic respiratory disease of high prevalence in the child population. Its diagnosis and correct treatment are essential so that the patient does not move away from their routine activities. For this population, guided physical activity can help decrease the symptoms of the disease, improve cardiorespiratory fitness, reduce fat levels and increase muscle mass, decrease school absenteeism levels, and raise quality of life scores. Objective: To evaluate and correlate levels of physical activity with the pulmonary function of children diagnosed with asthma at school. Methods: This study was accomplished out in two phases, in schoolchildren from Porto Alegre / RS, from 8 to 16 years old. In the phase I (transversal) the sample was characterized, being applied to the responsible ones of the students a questionnaire of diagnosis of the asthma, following the standards of the international study "The International Study of Asthma and Allergies in Childhood - ISAAC". In phase II (casecontrol) after the characterization and identification of the asthma and control groups (healthy) the anthropometry, physical activity levels and pulmonary function (spirometry) were evaluated. For the purposes of statistical analysis, the descriptive and categorical variables were presented by absolute and relative frequencies. The descriptions of the continuous variables were presented through mean and standard deviation (SD). For comparison between groups, the values were analyzed using the chi-square test and the Pearson test correlations, with a significance value at p<0.05. Results: A total of 605 students participated in the study, of which 290 were children with clinical diagnosis of asthma and 315 were classified as controls. Of the total, 280 (47.3%) male children, with a mean age of 11.0±2.3 years. The categorical spirometric values showed differences in the classifications of airway obstruction levels between asthma and control groups (p 0.005), and the response to bronchodilator use >12% for FEV1/FVC (p=0.023). The values of pulmonary function, anthropometric measurements and physical activity levels were significantly different for spirometric values, showing differences in pre-FEV1 and FEV1/FVC, p=0.008 and p<0.001, respectively) (FEV1/FVC, p=0.003), for the anthropometric values, only the RCE variable presented a modest difference (p=0.048), not being different for the means of physical activity or risk of physical inactivity idle time in front of screens. In the correlation evaluation, these results show a low correlation between the time spent in physical activities for the FEV1 variables [R2=0.13; p=0.012] and FVC [R2 0.12; p=0.035]) for the asthma group, at the time after bronchodilator use. Conclusion: The study shows differences in spirometric volumes, especially after bronchodilator application, indicating obstructive disorders in asthmatic children. At the same time, it shows a low relation between anthropometric values and levels of physical activity with the pulmonary function of school children.
Keywords: Asma
Função Pulmonar
Atividade Física
Antropometria
Asthma
Pulmonary Function
Physical Activity
Anthropometry
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
MEDICINA::SAUDE MATERNO-INFANTIL
CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Escola de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina/Pediatria e Saúde da Criança
Access type: Acesso Aberto
Fulltext access restriction: Trabalho será publicado como artigo ou livro
Time to release fulltext: 60 meses
Date to release fulltext: 30/05/2023
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8088
Issue Date: 14-Mar-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Pediatria e Saúde da Criança

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIS_FERNANDA_PAZINI_CONFIDENCIAL.pdfFERNANDA_PAZINI_DIS294.95 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.