Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/7765
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorKaehler, Tatiana Guterres-
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4212007P7por
dc.contributor.advisor1Blochtein, Betina-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4785899A3por
dc.date.accessioned2017-12-15T13:20:04Z-
dc.date.issued2017-06-30-
dc.identifier.urihttp://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/7765-
dc.description.resumoNas abelhas o voo de forrageio pode influenciar as características espaciais das interações na comunidade, as quais têm consequências em níveis ecossistêmicos, como na transferência de nutrientes, dispersão de sementes e polinização. O serviço de polinização efetuado pelas abelhas, além de influenciar na reprodução de plantas, afeta positivamente cerca de 90% de 107 culturas globais. Um dos componentes fundamentais para entender a persistência de populações e as interações entre as espécies é o raio de forrageio das abelhas, o qual pode ser determinante para a dinâmica de população, estrutura genética e história de vida. Diante disto, o presente trabalho objetivou analisar o forrageio de Tetragonisca fiebrigi (Schwarz, 1938) utilizando alimentadores artificiais. Foi avaliado o aprendizado das operárias ao alimentador, a relação entre a taxa de visitação e a qualidade dos recursos alimentares ofertados e a influência dos fatores meteorológicos no forrageio. Os experimentos foram realizados no Jardim Botânico de Porto Alegre, RS, Brasil, no período de dezembro de 2014 a abril de 2015 e de novembro a dezembro de 2016. Para analisar o aprendizado das abelhas em relação ao alimentador, durante dois dias, o recurso era disponibilizado na entrada da colônia e número de visitas de operárias era contabilizado a cada hora. Também foi analisada influência dos fatores meteorológicos em relação a distância máxima alcançada pelas operárias e ainda em relação a taxa de visitação no alimentador artificial. Para analisar a distância de voo da espécie, o alimentador era disposto próximo da entrada da colmeia e, a partir da visitação de abelhas, era movido a cada 30 min em 30m, 50m, 100m, 150m e assim sucessivamente até a distância máxima com forrageamento de operárias. Para analisar a relação da qualidade do recurso com a taxa de visitação foram dispostos, simultaneamente, em frente a cada colônia alvo cinco alimentadores contendo soluções de sacarose com diferentes concentrações (10, 20, 30, 40, 50%). Estes alimentadores eram distanciados em intervalos de 10 m e o número de visitas era contabilizado em cada distância por 30 min. Os resultados demonstraram que T. fiebrigi alcançou a distância de 600 m para forragear no alimentador. Entretanto, o número de visitas diminuiu na medida que a distância do recurso aumentou em relação a colônia. Com relação ao aprendizado das abelhas para localizar o alimentador verificou-se aumento da taxa de visitação em dias subsequentes de disponibilização do recurso. A concentração de açúcar no xarope ofertado influenciou a tomada de decisão das operárias, isto é, a qualidade dos recursos teve relação direta com a taxa de visitação, dado que as operárias aumentaram a frequência de visitas nas concentrações mais elevadas, de 30 a 50%. Nas concentrações inferiores, de 10 e 20%, o número de visitas foi menor e as operárias cessaram o forrageamento em distância mais próxima da colônia (80 m). Este estudo possibilitou relacionar a taxa de visitação com relação a distância de voo, aos fatores meteorológicos e a qualidade dos recursos, enriquecendo a compreensão sobre o padrão de forrageio de T. friebrigi. O conhecimento sobre o forrageio desta, bem como de outras espécies de abelhas, permite inferências sobre a migração, colonização, coleta de recursos, potencial de polinização e a aplicação destas informações para o manejo dirigido à conservação da biodiversidade. Na meliponicultura, esse conhecimento possibilita o planejamento espacial das colônias de acordo com a distribuição e abundância dos recursos presentes na paisagem. De modo semelhante o conhecimento sobre o forrageamento das abelhas é importante na agricultura, devido à possibilidade de planejamento da paisagem, ou mesmo de polinização dirigida, para o aumento da produtividade das culturas dependentes desses polinizadores.por
dc.description.abstractIn bees, foraging flight can influence spatial characteristics of interactions in the community, which have consequences at ecosystem levels, such as nutrient transfer, seed dispersal and pollination. The pollination service performed by bees, in addition to influencing plant reproduction, positively affects about 90% of 107 global crops. One of the fundamental components for understanding populations persistence and interactions among species is the bees' foraging ranges, which can be determinant for population dynamics, genetic structure and life history. Considering this, the present work aims to analyze the foraging of Tetragonisca fiebrigi (Schwarz, 19838) using artificial feeders. In addition to determining the flight distance for the specie, the workers' space-time learning to the feeder is evaluated, the relation between the visitation rate and the quality of the food resources offered and the influence of the meteorological factors on the foraging. The experiments were carried out in the Botanical Garden of Porto Alegre, RS, Brazil, from December 2014 to April 2015 and from November to December 2016. To analyze bees’ learning in relation to the feeder, during two days the resource was available at the entrance of the colony and the number of visiting workers was counted every 1 hour. Also, the influence of the meteorological factors in relation to the maximum distance reached by the workers was analyzed along with the relation to the visitation rate in the artificial feeder. In order to analyze the flight distance of the species, the feeder was arranged near the entrance of the hive and, from the bees’ visitation, was moved every 30 min by 30m, 50m, 100m, 150m and so on until the maximum distance with foraging of workers. Five feeders containing sucrose solutions with different concentrations (10, 20, 30, 40, 50%) were simultaneously placed in front of each target colony to analyze the relationship between the quality of the resource and the visitation rate. These feeders were spaced apart at 10 m intervals and the number of visits counted at each distance for 30 min. The results showed that T. fiebrigi reached a forage distance of 600 m in the feeder. However, the number of visits decreased as the distance from the resource increased relatively to the colony. The sugar concentration in the syrup offered have influenced the workers’ decision-making, that is, the quality of the resources was directly related to the visitation rate, since the workers increased visitation frequency at the highest concentrations, from 30 to 50%. At lower concentrations, 10 and 20%, the number of visits was lower and the workers stopped the foraging in a distance closer to the colony (80 m). Regarding the learning of the bees to locate the feeder, there was a visitation rate increase on subsequent days of availability of the resource. This study made it possible to relate visitation rate in relation to flight distance, meteorological factors and resource quality, enriching the understanding of the foraging pattern of T. friebrigi. Knowledge about the foraging of this species, as well as other bee species, allows inferences about migration, colonization, resource collection, pollination potential and the application of this information for management aimed at biodiversity conservation. In meliponiculture, this knowledge allows the spatial planning of the colonies according to the distribution and abundance of the resources present in the landscape. Similarly, knowledge about the foraging of bees is important in agriculture, due to the possibility of landscape planning, or even directed pollination, to increase the productivity of the crops dependent on those pollinators.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Caroline Xavier (caroline.xavier@pucrs.br) on 2017-12-15T13:19:36Z No. of bitstreams: 1 TES_TATIANA_GUTERRES_KAEHLER_COMPLETO.pdf: 2016956 bytes, checksum: b0fd61543fa1b3c26ae1a727287bfd0d (MD5)eng
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Caroline Xavier (caroline.xavier@pucrs.br) on 2017-12-15T13:19:53Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TES_TATIANA_GUTERRES_KAEHLER_COMPLETO.pdf: 2016956 bytes, checksum: b0fd61543fa1b3c26ae1a727287bfd0d (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2017-12-15T13:20:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TES_TATIANA_GUTERRES_KAEHLER_COMPLETO.pdf: 2016956 bytes, checksum: b0fd61543fa1b3c26ae1a727287bfd0d (MD5) Previous issue date: 2017-06-30eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPESpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucrs.br:80/tede2/retrieve/170476/TES_TATIANA_GUTERRES_KAEHLER_COMPLETO.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpor
dc.publisher.departmentEscola de Ciênciaspor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsPUCRSpor
dc.publisher.programPrograma de Pós Graduação em Zoologiapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectApídeospor
dc.subjectPolinizaçãopor
dc.subjectBiologiapor
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIApor
dc.titleForrageio de operárias de Tetragonisca fiebrigi (Apidae; Meliponini) : potencial de obtenção de recursos e polinizaçãopor
dc.typeTesepor
dc.restricao.situacaoTrabalho não apresenta restrição para publicaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução da Biodiversidade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TES_TATIANA_GUTERRES_KAEHLER_COMPLETO.pdfTexto Completo1.97 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.