Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6714
Document type: Dissertação
Title: O aprender como produção humana : os sentidos subjetivos acerca da aprendizagem produzidos por adolescentes em situação de vulnerabilidade social
Author: Rocha, Juliana dos Santos 
Advisor: Rozek, Marlene
Abstract (native): Esta pesquisa busca investigar quais os sentidos subjetivos produzidos acerca da aprendizagem por adolescentes em situação de vulnerabilidade social, tendo em vista a necessidade da instauração de um espaço que pense e discuta os processos de aprendizagem e, consequentemente, de ensino desses sujeitos. Para tanto, pretende-se responder às perguntas que norteiam o problema: qual a influência do contexto dos adolescentes na produção de sentidos subjetivos acerca da aprendizagem? Quais foram as aprendizagens significativas desses sujeitos ao longo de suas trajetórias? Como os sujeitos da pesquisa vinculam o aprender com o processo de escolarização? No que se refere ao marco teórico, utiliza-se, para compreensão do aprender como processo humano, os pressupostos da filosofia na perspectiva da escola de Budapeste, da Psicologia Sócio-Histórica e da Psicopedagogia como forma de compreender o aprender como uma produção humana, que se dá de acordo com as possibilidades de interação dos sujeitos que aprendem em um processo dialético com o mundo. Para compreender os sentidos subjetivos, utiliza-se da perspectiva Sócio-Histórica, baseada nos pressupostos de Vygotsky e González Rey; ainda, na perspectiva da Psicologia Sócio-Histórica, buscar-se-á compreender a adolescência como processo do desenvolvimento humano que se constitui histórica e culturalmente. Já as premissas que embasam a proposta, no que tange à vulnerabilidade social, estão de acordo com a perspectiva do corpo teórico do materialismo histórico e dialético, considerando que o engendramento social produz situações de vulnerabilidade social, nas quais estão inseridos milhares de brasileiros, bem como os sujeitos desta investigação. A pesquisa é de cunho qualitativo e os procedimentos de coleta de dados se referem a grupos focais, realizados com os adolescentes, junto à técnica projetiva psicopedagógica par educativo. A amostra é intencional, com a participação de 10 adolescentes residentes de um bairro de Porto Alegre onde o tráfico de drogas é fortemente instituído; as famílias são, em grande parte, monoparentais; o acesso ao trabalho formal e a bens culturais é precário. Os sujeitos têm entre 14 e 18 anos. Do ponto de vista da análise de dados, utilizou-se a Análise Textual Discursiva, que se propõe a analisar e a interpretar dados de pesquisas qualitativas e que prima pela impregnação do pesquisador no corpus, de forma a permitir que dele emerjam categorias trazidas pelos sujeitos da pesquisa. Quanto aos achados da pesquisa, infere-se que os sentidos subjetivos produzidos acerca da aprendizagem estão bastante relacionados às experiências de aprendizagem que os sujeitos tiveram ao longo de suas vidas. O fato do aprender não ser um aspecto central da organização subjetiva da comunidade onde os sujeitos vivem e os percalços encontrados no aprender formal contribuem significativamente para que a emocinalidade produzida, no que se refere ao aprender, seja consideravelmente negativa, configurando-se, principalmente, em função da falta de reconhecimento da possibilidade de aprender. Entretanto, constata-se potencial para aprendizagem quando os sujeitos percebem-se em espaços com mais liberdade de expressão, flexibilidade e que proporcionem uma vinculação com ensinantes que permitam a circulação dos sujeitos entre os espaços simbólicos de ensinante e aprendente.
Abstract (english): This research aims to investigate what the subjective senses produced around learning by socially vulnerable teenagers are, considering the need to establish a space that ponders and discusses the processes of learning and, consequently, teaching these subjects. For such, it is intended to answer the questions that permeate the issue: what influence does the context the teenagers are in have on producing subjective senses around learning? What were these subjects' significant learnings throughout their paths? How do the subjects link learning with the schooling process? On what refers to the theoretical framework, for the understanding of learning as a human process, one uses the presuppositions of philosophy on the perspective of Budapest School, of Socio-historical Psychology and of Psychopedagogy, as a way of comprehending learning as a human production, that happens according to the possibilities of interaction of the subjects, who learn in a dialectical process with the world. To understand the subjective senses, one uses the Socio-historical perspective, based on Vygotsky's and González Rey's presuppositions; still, on the Socio-historical Psychology perspective, it will be sought to comprehend adolescence as a process of human development that is made both historically and culturally. As for the premises that base the proposition, concerning social vulnerability, are according to the perspective of Historical and Dialectical Materialism's theoretical body, considering that social begetting makes situations of social vulnerability, in which thousands of Brazilians, just as the ones from this investigation, are inserted. The research is qualitative by nature and the data collecting procedures refer to focal groups, performed with teenagers, along with the psychopedagogical projective technique Educative Peers (Par Educativo). The sampling is intentional, featuring 10 teenagers residing in a neighborhood in Porto Alegre where drug traffic is strongly instituted; their families consist mostly of one parent only; the access to formal work and cultural property is very lean. The subjects are of ages between 14 and 18. From the data analysis point of view, Discursive Textual Analysis has been used, proposing to analyze and interpret data in qualitative researches and regarding researcher impregnation in the corpus, as to allow that from them emerge the categories brought by the research subjects. Regarding the findings, it is concluded that the subjective senses produced around learning are strongly related to the learning experiences the subjects have had throughout their lives. The fact that learning is not a central aspect of the subjective organization in the community where the subjects live, and the troubles found in formal learning, contribute significantly so the produced emotionality regarding learning is considerably negative, due to, mainly, the lack of awareness of the possibility of learning. However, it is found potential for learning when the subjects find themselves in spaces with more freedom of speech, flexibility and that provide a link to educators who allow them to transit between the symbolic spaces of teacher and learner.
Keywords: APRENDIZAGEM
ADOLESCENTES - EDUCAÇÃO
VULNERABILIDADE SOCIAL
PSICOLOGIA EDUCACIONAL
EDUCAÇÃO
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Faculdade de Educação
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6714
Issue Date: 29-Feb-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIS_JULIANA_DOS_SANTOS_ROCHA_COMPLETO.pdfTexto Completo6.12 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.