Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6439
Document type: Tese
Title: Programação metabólica e obesidade: overview of reviews e estudo observacional envolvendo crianças do interior do Rio Grande do Sul
Author: Corral, Seméia de Oliveira 
Advisor: Bodanese, Luiz Carlos
Abstract (native): Introdução: A obesidade representa uma epidemia mundial tanto em adultos como em crianças. Diversos fatores maternos e paternos parecem influenciar no peso das crianças. Além disso, sobrepeso e obesidade maternos parecem estar associados com uma série de comorbidades e desfechos negativos nos filhos. Objetivos: Esta tese possui dois objetivos principais: (1) Realizar uma overview of reviews, ou seja, reunir e avaliar evidências provenientes de revisões sistemáticas e meta-análises, investigando a associação entre sobrepeso e obesidade maternos e defeitos/comorbidades nos filhos; e (2) Realizar um estudo observacional para avaliar os efeitos do sobrepeso e obesidade maternos sobre o IMC dos filhos. Secundariamente, pretende-se avaliar o impacto da diabetes melitus, diabetes gestacional, hipertensão prégestação e hipertensão gestacional sobre o IMC dos filhos entre 6 e 10 anos. Métodos: Para responder aos objetivos desta tese, foram elaborados dois estudos, correspondentes aos dois objetivos citados acima. Estudo 1: Overview of Reviews. Buscas eletrônicas foram conduzidas nas seguintes bases de dados: PubMed, Cochrane Database of Systematic Reviews, EMBASE and Lilacs. Não foram utilizados limites para data e idioma. Foi conduzida análise de referências e citações. Dois revisores selecionaram os estudos, extraíram dados e avaliaram a qualidade dos estudos (critérios AMSTAR) de forma independente. A qualidade da evidência foi avaliada, e foi realizada uma análise descritiva dos desfechos. Estudo 2: Estudo transversal aninhado a uma coorte. Foram incluídas 848 crianças com idade entre 6 e 10 anos. Foram avaliados peso, altura e índice de massa corporal (IMC) das crianças e dos pais. Foi aplicado um questionário com os pais para coleta das seguintes informações: hipertensão prévia, hipertensão durante a gestação, diabetes prévia, diabetes gestacional, escolaridade e nível socioeconômico dos pais. O estudo foi aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa e os pais assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido. Resultados: Estudo 1: Sobrepeso e obesidade maternos estão associados com natimortalidade, morte fetal e infantil. Sobrepeso e obesidade leve não parecem modificar o risco geral de nascimento prematuro, e o risco de nascimento prematuro induzido foi aumentado em mulheres com sobrepeso e obesidade. Defeitos congênitos como defeito do tubo neural, espinha bífida, anomalias cardiovasculares, anomalias do septo, fenda palatina, lábio leporino e fenda palatina, atresia anorretal, hidrocefalia, e anomalias de redução de membros estão associados com sobrepeso e obesidade maternos. O risco de gastrosquise entre mães obesas foi reduzida. Não havia dados suficientes sobre os resultados do desenvolvimento neurológico, malformações anorretais em prole e risco de câncer testicular. Sobrepeso e obesidade maternos estão associados com risco de asma e chiado nos filhos, e possui impacto negativo nos cuidados imediatos pós-parto, tanto para a mãe quanto para o bebê. Estudo 2 – Observou-se que mães com sobrepeso e obesidade apresentam com maior frequência filhos com sobrepeso e obesidade do que mães eutróficas. A mesma relação foi identificada para os pais. Além disso, observou-se que mães que desenvolvem hipertensão durante a gestação apresentam com maior frequência filhos com sobrepeso e obesidade. Todavia, a mesma relação não foi observada quando outros fatores como diabetes pré-gestacional, diabetes gestacional e hipertensão pré-gestacional foram avaliados. Conclusão: Sobrepeso e obesidade maternos estão associados com uma série de complicações tanto para a mãe quando para o bebê, a curto, médio e longo prazo. Sugere-se que diretrizes para manutenção de peso de mulheres que planejam engravidar deveriam definitivamente considerar estes resultados a fim de reduzir as taxas de sobrepeso e obesidade maternas e seus desfechos negativos nos filhos.
Abstract (english): Background: Obesity represents a global epidemic in both adults and children. Several factors associated with the parents seem to affect the offspring weight. In addition, maternal overweight and obesity seem to be associated with a series of comorbidities and negative outcomes in offspring. Objective: This thesis has two main objectives: (1) To conduct an overview of reviews, it means, to summarize the evidences from systematic reviews on the association between maternal overweight and obesity and offspring outcomes; and (2) To conduct an observational study to assess the effects of maternal overweight and obesity on offspring BMI. Secondarily, we aimed to evaluate the impact of diabetes, gestational diabetes, hypertension and gestational hypertension on the BMI of children aged between 6 and 10 years. Methods: To address the objectives of this thesis, we conducted two studies, corresponding to the two aims mentioned above. Study 1: Overview of Reviews. An electronic search (from their inception date up to September 2014) was conducted in PubMed, Cochrane Database of Systematic Reviews, EMBASE and Lilacs. Limits and restrictions for date and language were not used. We conducted an analysis of references and citation of the included systematic reviews. Two reviewers independently extracted data and assessed the methodological quality of each systematic review according to the AMSTAR criteria. Quality was evidence was evaluated, and we provide a descriptive analysis of the findings. Study 2: Cross-sectional study derived from a cohort. We included 848 children aged 6 to 10 years. We evaluated weight, height and body mass index (BMI) of children and parents. A questionnaire was administered to parents to collect the following information: previous hypertension, hypertension during pregnancy, previous diabetes, gestational diabetes, education and socioeconomic level of the parents. The Research Ethics Committee approved the study and the parents signed the informed consent. Results: Study 1: Maternal overweight and obesity were demonstrated to be associated with stillbirth, fetal death and infant death. Being overweight or slightly obese seem to not modify the overall risk for preterm birth, the risk of induced preterm birth was increased in overweight and obese women. Congenital defects such as neural tube defect, spina bifida, cardiovascular anomalies, septal anomalies, cleft palate, cleft lip and palate, anorectal atresia, hydrocephaly, and limb reduction anomalies. The risk of gastroschisis among obese mothers was reduced. There was limited data on neurodevelopmental outcomes, anorectal malformations in offspring, and risk of testicular cancer. Maternal overweight and obesity are associated with risk of asthma and wheezing in children, and has a negative impact on the immediate postpartum care for both mother and baby. Study 2: We found that mothers with overweight and obesity have more often overweight and obese children than normal weight mothers. The same relationship was observed for fathers. Furthermore, it was found that mothers who develop hypertension during pregnancy have more often children with overweight and obesity. However, the association was not observed when other factors such as pre-gestational diabetes, gestational diabetes and pre-gestational hypertension were evaluated. Conclusion: Maternal overweight and obesity are associated with a number of complications for both the mother when the baby in the short, medium and long term. It is suggested that guidelines for weight maintenance for women who plan on becoming pregnant should definitely consider these results in order to reduce maternal overweight and obesity rates and its negative impact on children.
Keywords: MEDICINA
OBESIDADE
SOBREPESO
SAÚDE DA CRIANÇA
DIABETES GESTACIONAL
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Faculdade de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6439
Issue Date: 31-Mar-2015
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
476596 - Texto Completo.pdfTexto Completo1.38 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.