Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6227
Document type: Tese
Title: Redução, intencionalidade, mundo : a fenomenologia Husserliana como superação da oposição entre realismo e idealismo
Author: Missaggia, Juliana Oliveira 
Advisor: Stein, Ernildo Jacob
Abstract (native): Este trabalho trata do problema de determinar a posição da filosofia de Edmund Husserl em relação à tradicional oposição filosófica entre realismo e idealismo. Defendemos que o pensador alemão, através do desenvolvimento do método fenomenológico, propõe um novo tipo de idealismo que não se encaixa nessa antinomia tal como formulada pela história na filosofia até o começo da contemporaneidade, resultando em uma solução original para a questão. Para sustentar tal tese, analisamos conceitos centrais desenvolvidos por Husserl a partir da chamada “virada idealista” de seu pensamento, entre os quais destacam-se as noções de redução fenomenológica, noese, noema, mundo da vida, corpo e intersubjetividade. Ao longo desse estudo, também procuramos demonstrar como a filosofia husserliana, sobretudo em sua fase tardia, foi precursora de muitos dos temas caros a outros fenomenólogos, como Heidegger e Merleau-Ponty, os quais são usualmente compreendidos como pensadores que romperam radicalmente com o método proposto por Husserl. Desse modo, nos posicionamos contra interpretações que tomam a Fenomenologia como uma filosofia representante de idealismos semelhantes aos de Kant ou Berkeley, assim como negamos que a novidade trazida por Husserl se deva à falta de ontologia em seu pensamento. Além disso, analisamos criticamente o pensamento husserliano, apontando brevemente as principais dificuldades que identificamos em seu projeto.
Abstract (english): This work deals with the issue of determining the position of Edmund Hesserl's philosophy in relation to the traditional philosophical opposition between realism and idealism. We argue that the German thinker, through the development of the phenomenological method, proposes a new kind of idealim that does not fit this antinomy as expressed by history in philosophy until the down of contemporaneity, which results in an original solution for the issue. In order to support this thesis we analyze focal concepts developed by Husserk after the so-called "idealist turn" of this ideas, among which we wmphasize the nations of phenomenological reduction, noesis, noema, lifeworld, body, and inter-subjectivity. Throughout this study we also aimed to show how Husserlian philosophy, especially during its later phases, was the precurso of many of the themes which are dear to other phenomenilogists, like Heidegger and Merleau-Ponty, who are usually seen as thinkers who radically broke with the method proposed by Husserl. Thus, we position ourselves against interpretations which see Phenomenology as a philosophy qhich represents idealism similar to those by Kant or Berkeley, and we also deny that the innovation put forward by Husserl is due to the lack of ontology in his ideas. Besides, we critically analyse the Husserlian philosophy, briefly pointing the main difficulties we find in his project.
Keywords: FILOSOFIA
FENOMENOLOGIA
HUSSERL, EDMUND - CRÍTICA E INTERPRETAÇÃO
MÉTODO
IDEALISMO
REALISMO
CNPQ Knowledge Areas: CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em Filosofia
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6227
Issue Date: 16-Jun-2015
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
472472 - Texto Completo.pdfTexto Completo3.33 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.