Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/2734
Document type: Tese
Title: Os significados construídos por cuidadores que trabalham em uma instituição de longa permanência a respeito do cuidado ao idoso
Author: Souza, Maria Betânea dos Santos 
Advisor: Argimon, Irani Iracema de Lima
Abstract (native): Introdução: O aumento de idosos tem sido pauta de discussão especificamente no setor de saúde, constatando-se déficit de recursos humanos, principalmente capacitados, necessários para atender às demandas destas pessoas. O cuidador institucional é responsável pelo atendimento às necessidades de vida diária da pessoa idosa, devendo possuir conhecimentos e habilidades, numa relação de proximidade física e afetiva. Objetivos: Analisar os significados construídos por cuidadores de idosos institucionais que trabalham em uma instituição de longa permanência a respeito do cuidado ao idoso. Identificar o perfil dos participantes do estudo quanto a: idade, estado civil, gênero, escolaridade, religião, tempo de trabalho na instituição e capacitação. Descrever os significados do cuidado atribuídos por cuidadores que trabalham numa instituição de longa permanência para idosos e Investigar de que maneira os cuidadores descreveram como o cuidado ao idoso interfere na sua saúde física e emocional. Metodologia: Estudo exploratório, descritivo, abordagem qualitativa. Participaram doze cuidadores após autorização da instituição, aprovação da comissão científica, do comitê de ética em pesquisa e assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido. Os dados foram coletados no período de maio a julho de 2012, por meio de entrevista semiestruturada, quando aplicou-se um formulário com perguntas abertas. A interpretação, categorização e discussão das informações foram obtidas pela técnica de análise de conteúdo e as informações subjetivas à luz do Interacionismo Simbólico. Resultados: O tema central interconecta-se a cinco categorias de análise: Cuidado como uma etapa de dependência infantilizando a velhice. Cuidado como uma extensão familiar. Cuidado como um atendimento às necessidades de vida diária, intermediado pela afetividade. Cuidado como recompensa pelo carinho de quem um dia também já cuidou. Percebendo-se limitado por não poder fazer mais. Os cuidadores ao interagir com os idosos construíram símbolos positivos e negativos. O cuidado inclui: amor, carinho, atenção satisfação e alegria, entretanto há preocupação emergindo sentimentos de angústia, tristeza, medo, frustração e impotência. Considerações Finais: Os cuidadores interagiram com os idosos de modo efetivo. Esta condição justifica-se por se tratar de instituição religiosa de caráter filantrópico, dirigida por irmãs de caridade. Situação que pode facilitar a interação e o respeito, preservando o convívio dos idosos em seu meio social, favorecendo atendimento positivo em relação à velhice. O fato de ser um tema ainda pouco explorado na literatura houve limitações em encontrar bibliografia para a discussão. Os resultados corresponderam a uma realidade específica não devendo ser entendidos como a realidade de todas as instituições de longa permanência e dos cuidadores institucionais. Considera-se a importância da realização de novas pesquisas abrangendo aspectos relacionados à capacitação desses profissionais, bem como ações referentes ao envolvimento das políticas públicas de saúde. Ainda sobre como nas instituições os recursos humanos estão organizados para atender em todas as dimensões, necessidades e peculiaridades a esse contingente populacional de idosos, são questões que carecem ser averiguadas. Sugere-se contratação de mais cuidadores, melhor salário, redução da carga horária e que as instituições oportunizem realização de cursos de qualificação e atualização na área da Gerontologia.
Abstract (english): Introduction: The increase in the elderly has been discussion agenda specifically in the healthcare sector, noticing the deficit of human resources, especially trained, needed to meet the demands of these people. The institutional caregiver is the responsible for serving the needs of daily life of the elderly, thus should possess knowledge and skills in physical and emotional closeness relation. Objectives: To analyze the meanings constructed by institutional caregivers who works on a long-term institution regarding elderly care. To identify the profile of the study participants according to: age, marital status, gender, education, religion, time on the job and training. To describe the meaning of care given by caregivers working in an institution for the aged and to investigate how caregivers described how elderly care interferes with their physical and emotional health. Methodology: Exploratory study, descriptive, qualitative approach. Twelve caregivers participated after authorization of the institution, approval of the scientific committee, of the research ethics committee and signing the consent form. Data were collected between May and July 2012, through semi-structured interview, when was applied open questions form. The interpretation, categorization and discussion of information was obtained by the technique of content analysis and subjective information in the light of Symbolic Interaction. Results: The central theme interconnects up to five categories of analysis: Care as a stage of dependence - patronizing old age. Care as an extended family. Care as meeting the needs of daily life, mediated by affectivity. Care as a reward for the affection of those who once also has cared. Seeing limited by not being able to do more. Caregivers when interacted with the elderly built positive and negative symbols. The care includes: love, affection, attention, satisfaction and joy, but there are concerns emerging feelings of anxiety, sadness, fear, frustration and helplessness. Final Thoughts: The caregivers interacted with the elderly effectively. This condition is justified because it is a religious philanthropic institution run by the sisters of charity. Situation that can facilitate interaction and respect, preserving the interaction of the elderly in their social environment, favoring positive attention toward aging. Being a subject still little explored in the literature was limited in finding references for discussion. The results corresponded to a specific reality and should not be considered as the reality of all long-stay institutions and institutional caregivers. Considering the importance of new research covering aspects related to the training of these professionals, as well as actions related to the involvement of public health policies. Still on how human resources are organized in the institution to take care all dimensions, needs and peculiarities of that the number of elderly population, are issues that need to be investigated. It is suggested to hire more caregivers, better wages, reduced working hours and that the institutions give more opportunities to conducting training courses and update the field of gerontology.
Keywords: GERONTOLOGIA
CUIDADORES
IDOSOS
ENVELHECIMENTO
INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS
CNPQ Knowledge Areas: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Instituto de Geriatria e Gerontologia
Program: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/2734
Issue Date: 16-May-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
459237.pdfTexto Completo1.2 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.