Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/2461
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorHypólito, Bruno Kloss-
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4488332H6por
dc.contributor.advisor1Paredes, Marçal de Menezes-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4703637T3por
dc.date.accessioned2015-04-14T13:47:57Z-
dc.date.available2013-05-02-
dc.date.issued2013-03-26-
dc.identifier.citationHYPÓLITO, Bruno Kloss. O cinema e a querela de memórias do franquismo na Espanha contemporânea : os casos de silencio roto e el laberinto del fauno. 2013. 197 f. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.por
dc.identifier.urihttp://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/2461-
dc.description.resumoA aprovação da Lei de Memória Histórica deu-se em meio a conturbados debates políticos e sociais sobre as memórias das vítimas da Guerra Civil espanhola e do Franquismo. Essa querela sobre as recordações dos perdedores vem sendo tratada desde a Transição Democrática, iniciada após a morte de Francisco Franco, em 1975. O cinema, enquanto manifestação cultural, foi utilizado ao longo de todo o Franquismo ora para legitimar os discursos do Estado, ora para contestá-lo. Com a consolidação da democracia na Espanha, não foi diferente: muitas produções fílmicas continuaram construindo narrativas próprias sobre o passado recente do país. Neste sentido, a presente dissertação tem como objetivo analisar de que forma os filmes Silencio Roto (Montxo Armendáriz, 2001) e El Laberinto del Fauno (Guillermo del Toro, 2006), através de suas respectivas representações sobre a repressão franquista contra a guerrilha Maquis nos primeiros anos da ditadura espanhola, adquirem outros significados quando analisados em seus correspondentes contextos de produção. Através da análise fílmica, buscou-se nos elementos intrafílmicos (representações presentes nas sequências, cenas e personagens) e extrafílmicos (detalhes sobre a produção e seu contexto) evidências sobre os próprios posicionamentos dos cineastas com relação ao Dever de Memória na Espanha. A partir disso, a contra-análise possibilitou inserir ambas as películas no debate político e social sobre a disputa de memórias na Espanha dos anos 2000. A importância desta pesquisa reside na utilização da fonte fílmica enquanto objeto de análise, bem como sua aproximação com as questões relativas à Memória áreas que possibilitam uma justaposição narrativa com a própria historiografia.por
dc.description.abstractThe approval of Historical Memory Law happened in a time of troubled political and social regarding the memories of the victims of the Spanish Civil War and and Francoism. This complaint about the losers memories has been treated since the Democratic Transition, started after Francisco Franco s death in 1975. Cinema, as cultural demonstration, was used throughout all Francoism either to legitimate the State speeches or to contest them. With the consolidation of democracy in Spain, it was not different: many film productions continued building their own narratives about the recent past of the country. Thus, the present term paper aims at analyzing how the films Silencio Roto (Montxo Armendáriz, 2001) and El Laberinto del Fauno (Guillermo del Toro, 2006), through the respective representations about the Francoist repression against guerrilla Maquis in the first years of the Spanish dictatorship, they acquire other meanings when analyzed in their corresponding production contexts. Through the film analysis, it was searched in the intrafilmic elements (present representations in the sequences, scenes and characters) and extrafilmic analysis (details about the production and its context) evidences about the movie makers positioning regarding Duty of Memory in Spain. From this point, conter-analysis has allowed inserting both films in the political and social debate about the dispute of memories in Spain in the 2000s. The importance of this research lies in the usage of film source as an analysis object, as well as its approach with questions regarding Memory areas which allow a narrative juxtaposition with historiography.eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-04-14T13:47:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 447479.pdf: 1553401 bytes, checksum: 8b04a30101292465b986a9f463d637bf (MD5) Previous issue date: 2013-03-26eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucrs.br:80/tede2/retrieve/10749/447479.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpor
dc.publisher.departmentFaculdade de Filosofia e Ciências Humanaspor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUCRSpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Históriapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectESPANHA - HISTÓRIA - GUERRA CIVILpor
dc.subjectMEMÓRIA - ASPECTOS SOCIAISpor
dc.subjectCINEMA - ASPECTOS SOCIAISpor
dc.subjectCINEMA E POLÍTICApor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIApor
dc.titleO cinema e a querela de memórias do franquismo na Espanha contemporânea : os casos de silencio roto e el laberinto del faunopor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
447479.pdfTexto Completo1.52 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.