Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1634
Document type: Tese
Title: Inter-relações entre tabagismo, sintomas depressivos e genética
Author: Santos, Vanessa Argondizo dos 
Advisor: Chatkin, José Miguel
Abstract (native): INTRODUÇÃO: O tabagismo é a maior causa de morte e de doenças preveníveis. A grande variabilidade fenotípica do tabagista deve-se à diversidade dos estímulos ambientais, hábitos e condições pessoais, como eventuais doenças psiquiátricas e aos polimorfismos genéticos. O tabagismo está relacionado com depressão, mas a direção desta relação não está clara. Para a identificação de loci que possam aumentar o risco para o tabagismo, muitos estudos de associação genômica ampla vêm sendo realizados para acessar as variáveis relacionadas ao tabagismo. Numerosos SNPs têm sido identificados, mas somente poucos destes foram replicados em estudos independentes. OBJETIVO: Verificar se há associação entre tabagismo e sintomas depressivos, bem como replicar os polimorfismos genéticos relacionados com o tabagismo, previamente descritos, em uma população brasileira. MÉTODOS: Dois estudos, transversal e caso-controle, foram realizado no Hospital São Lucas da PUCRS, Porto Alegre, em duas amostras constituídas de 1021 e 531 indivíduos, não relacionados, doadores de sangue. Os voluntários completaram questionário padrão com variáveis demográficas, relacionadas ao tabagismo e a sintomas depressivos (somente no primeiro estudo). Vinte e um SNPs (Single Nucleotide Polymorphism) escolhidos foram genotipados usando a plataforma Sequenom MassARRAY iPLEX e os dados analisados pelos programas SPSS e Plink na University of Toronto, Canadá. O nível de significância foi de 0.05. RESULTADOS: Verificou-se associação entre tabagistas atuais e sintomas depressivos e que ex-fumantes têm BDI (Beck Depression Inventory) menor que fumantes atuais (P<0.001). Todos os SNPs, tanto em casos como em controles, estavam em equilíbrio de Hardy Weinberg. Diferenças significativas entre fumantes e não fumantes foram detectadas nos SNPs rs10836358 (P=0.047) no gene SLC1A2 e rs2268983 (P=0.033) no gene ACTN1. CONCLUSÃO: Ex-fumantes têm BDI menor que fumantes atuais. Os SNPs estudados fornecem a primeira confirmação da associação dos polimorfismos rs10836358 e rs2268983 e tabagismo, sugerindo que estes dois genes podem ser relevantes clínica e fisiologicamente
Keywords: MEDICINA CLÍNICA
TABAGISMO
DEPRESSÃO
FATORES DE RISCO
POLIMORFISMO GENÉTICO HUMANO
ESTUDOS DE CASOS E CONTROLES
CNPQ Knowledge Areas: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Faculdade de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Citation: SANTOS, Vanessa Argondizo dos. Inter-relações entre tabagismo, sintomas depressivos e genética. 2011. 108 f. Tese (Doutorado em Medicina e Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1634
Issue Date: 8-Jun-2011
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
432105.pdfTexto Completo1.19 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.