Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1550
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSirena, Sergio Antonio-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0970307869438358por
dc.contributor.advisor1Moriguchi, Emilio Hideyuki-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4781210T0por
dc.date.accessioned2015-04-14T13:34:50Z-
dc.date.available2010-01-15-
dc.date.issued2002-12-23-
dc.identifier.citationSIRENA, Sergio Antonio. Avaliação multidimensional do idoso : uma abordagem em atenção primária à saúde. 2002. 93 f. Tese (Doutorado em Medicina e Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2002.por
dc.identifier.urihttp://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1550-
dc.description.resumoOBJETIVO: Avaliar a eficácia e efetividade de uma abordagem multidimensional em atenção primária à saúde direcionada para a detecção dos problemas de saúde que mais freqüentemente afetam a qualidade de vida dos idosos, em comparação com a prática do atendimento clínico que lhes é dispensado em ambulatórios de atenção primária. METODOLOGIA: Estudo transversal desenvolvido com idosos de 60 anos ou mais atendidos em postos de atenção primária à saúde de Porto Alegre (RS) mediante aplicação de um instrumento de avaliação multidimensional do idoso (AMI), no período de maio a setembro de 2002. Para análise da eficácia do instrumento, foram descritas as prevalências de problemas de saúde obtidos pela sua aplicação a 189 idosos atendidos no período, informações que foram então, comparadas com as registradas nos prontuários de 143 idosos atendidos nas mesmas unidades nos 24 meses precedentes. Para determinar a efetividade da abordagem foi analisado o tempo despendido na avaliação, a opinião dos médicos de família quanto à adequação dos domínios investigados, a relevância do instrumento para a sua prática, sua opinião sobre a utilidade do método e o seu interesse na atenção ao idoso. Foram, aferidas medidas de tendência central e desvios nas freqüências; nas proporções, foi usado o intervalo de confiança (IC95%) e o qui-quadrado de Mantel-Haenszel e Yates; na avaliação da magnitude das associações, a razão de prevalência (RP) e seu intervalo de confiança. RESULTADOS: A AMI identificou um número maior de problemas de saúde em todos os itens pesquisados, tendo sua capacidade diagnóstica para problemas de visão, risco e registro de quedas, atividades de vida diária, incontinência urinária, perda de peso e suporte social sido estatisticamente diferente da observada nos prontuários. O tempo médio despendido na sua aplicação foi de 11 minutos. A análise dos prontuários revelou uma média de 10,8 consultas por prontuário no período dos 24 meses precedentes; em um quarto deles, foi superior a 15. Em termos de efetividade, comparou-se a metodologia diagnóstica de aplicação de um instrumento que dura 11 minutos em uma única consulta com a prática que envolve várias consultas. O, profissionais que aplicaram o instrumento têm qualificação técnica, especialização ,m Medicina de Família e Comunidade e larga experiência profissional, 17 anos em média. Apesar de nenhum deles ter cursado disciplina específica de geriatria na graduação e renas dois terem participado de curso breve, sobre o tema, eles relatam elevado interesse nos cuidados com o paciente idoso. O número de pacientes que não foram avaliados por esquecimento ou falta de tempo foi muito baixo (3,7%). A maioria dos profissionais (87,5%) avaliou o instrumento, no seu conjunto e em cada um de seus itens, com o grau máximo de aprovação, ou seja, como muito útil, o que favorece a incorporação do método à prática usual. CONCLUSÃO: A AMI mostrou ser eficaz na detecção dos problemas de saúde que mais freqüentemente põem em risco a população idosa. Seu uso sistemático pode detectar problemas de saúde que passam despercebidos pelo médico ou não são relatados pelos pacientes. Seu tempo de aplicação foi curto, permitindo sua inclusão na consulta médica usual; os médicos que aplicaram o instrumento opinaram de forma muito positiva sobre a utilidade do método.por
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-04-14T13:34:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 419415.pdf: 612516 bytes, checksum: 91e5eabc9be5fc9c74ba30acda1d3903 (MD5) Previous issue date: 2002-12-23eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucrs.br:80/tede2/retrieve/8926/419415.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpor
dc.publisher.departmentFaculdade de Medicinapor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUCRSpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúdepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectGERIATRIApor
dc.subjectGERONTOLOGIApor
dc.subjectIDOSOSpor
dc.subjectENVELHECIMENTOpor
dc.subjectATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDEpor
dc.subjectQUALIDADE DE VIDApor
dc.subjectSAÚDE DO IDOSOpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINApor
dc.titleAvaliação multidimensional do idoso : uma abordagem em atenção primária à saúdepor
dc.typeTesepor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
419415.pdfTexto Completo598.16 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.