Export this record: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1540
Document type: Tese
Title: Associação entre síndrome metabólica, albumina modificada pela isquemia (ima) e biomarcadores aterotrombóticos
Author: Gottlieb, Maria Gabriela Valle
Advisor: Bodanese, Luiz Carlos
Abstract (native): Introdução: síndrome metabólica (SM) é definida como um conjunto de anormalidades aterotrombóticas e inflamatórias. Seus portadores apresentam predisposição aumentada a morbi-mortalidade por doenças cardiovasculares (DCV) e diabetes mellitus tipo 2 (DM2). Diversos biomarcadores inflamatórios, do metabolismo lipídico, oxidativo e isquêmico, ligados a fisiopatologia da SM têm sido investigados. Recentes estudos sugerem que a albumina modificada pela isquemia (IMA) é um biomarcador de isquêmia e que seus níveis elevados representam uma possível indicação de disfunção microvascular em pacientes com SM. Objetivo: investigar a associação de marcadores lipidicos, oxidativos e inflamatórios potencialmente associados a processos isquêmicos em pacientes com síndrome metabólica. Material e métodos: estudo prospectivo, do tipo caso-controle, onde foram incluídos 32 (30,2%) indivíduos saudáveis (grupo controle C) e 74 (69,8%) indivíduos com SM (grupo caso SM). Os indivíduos com SM foram recrutados no ambulatório de risco cardiometabólico do Serviço de Cardiologia do Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e os saudáveis foram recrutados na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM - alunos, funcionários e professores). O critério diagnóstico de SM utilizado foi o NCEP-ATPIII. Glicose, colesterol total (CT), HDL e triglicerídeos (TG) foram determinados por método enzimático colorimétrico (Ortho-clinical Diagnostics); LDL foi determinada pela equação de Friedwald; Proteína C ultra Sensível (PCR-us) foi determinada por nefelometria, autoanticorpo anti-LDL-oxidada (anti-OxLDL) e LDL oxidada (OxLDL) foram determinadas por ensaio imunoenzimatico (ELISA); IMA foi mensurada por ensaio colorimétrico com cobalto. Resultados: a amostra incluiu 34 homens e 72 mulheres. A média de idade do grupo C foi 55,2±8,8 anos e do grupo SM 57,6±8,3 anos (p=0,142). O grupo SM apresentou maior IMC (32,6±6,1 kg/m2, p=0,0001), pressão arterial sistólica (147±26,8 mmHg, p=0,001), pressão arterial diastólica (85,9±15,9 mmHg, p=0,01), glicose (133,7±68,7 mg/dL, p=0,001), CT (204±58,1 mg/dL, p=0,001), LDL (114,4±49,5 mg/dL, p=0,001), TG (214,9±/34,8 mg/dL, p=0,001) em comparação com o grupo C. Níveis de IMA, PCR-us, IL-6, OxLDL e anti-OxLDL foram significativamente mais elevados (0,618±0,1355, p=0,0001; 1,72±0,964, p=0,0001; 53,20±14,52, p=0,0001; 0,662±0,461, p=0,001; 27,822±17,010, p=0,001) respectivamente no grupo SM, em relação ao grupo C. A análise multivariada mostrou associação entre níveis elevados de IMA e SM e esta foi independente de sexo, idade DM2 e hipercolesterolemia (p=0,0405). Conclusão: no presente estudo, observou-se associação entre IMA, biomarcadores inflamatórios, do metabolismo lipídico e oxidativo com SM, indicando que esses indivíduos portadores de SM estão mais propensos a desencadearem processos aterotrombóticos. Estudos adicionais envolvendo interações genéticas e ambientais em pacientes com SM podem contribuir para elucidarmos o potencial papel clínico da IMA, para que se torne um preditor de eventos aterotrombóticos, com vistas à diminuição da morbi-mortalidade cardiovascular.
Keywords: MEDICINA
SÍNDROME METABÓLICA
MARCADORES BIOLÓGICOS
INFLAMAÇÃO
TROMBOSE
ISQUEMIA
DOENÇAS CARDIOVASCULARES
FATORES DE RISCO
ESTRESSE OXIDATIVO
ESTUDOS DE CASOS E CONTROLES
ALBUMINA SÉRICA
CNPQ Knowledge Areas: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Country: BR
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Institution Acronym: PUCRS
Department: Faculdade de Medicina
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Citation: GOTTLIEB, Maria Gabriela Valle. Associação entre síndrome metabólica, albumina modificada pela isquemia (ima) e biomarcadores aterotrombóticos. 2009. 139 f. Tese (Doutorado em Medicina e Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.
Access type: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1540
Issue Date: 27-Oct-2009
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
418046.pdfTexto Completo3.97 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.