Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1188
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação do coeficiente de atenuação e da penetração de lasers de 682 685 nm e 826-829 nm pelo tecido ósseo humano através de espectrorradiometria
Autor: Abreu, Marcelo Emir Requia 
Primeiro orientador: Pagnoncelli, Rogerio Miranda
Resumo: Lasers em baixas densidades de potência são empregados na terapêutica do tecido ósseo e de estruturas adjacentes. Entretanto, seus efeitos biológicos dependem das propriedades ópticas da interação da radiação com o tecido alvo, as quais são correlacionadas aos parâmetros físicos do meio e da luz laser. Portanto, realizou-se um trabalho com objetivo de avaliar a interação dos lasers com o tecido ósseo humano seco, através da determinação dos coeficientes de atenuação e da penetração dos lasers de diodo na região visível e do infravermelho próximo do espectro eletromagnético nesse tecido. Foram confeccionadas três peças ósseas da região do corpo de mandíbulas humanas secas distintas, com espessura média total de 0,0744 m. As amostras foram fatiadas em blocos de espessura média de 0,0402 m e irradiadas com laser vermelho (I 682-685 nm), contínuo, pontual, em contato e com irradiâncias de 8,679 Wm-2, 10,481 Wm-2 e 14,946 Wm-2; o mesmo foi realizado com o laser infravermelho (I 826-829 nm) com irradiâncias de 9,854 Wm-2, 18,278 Wm-2 e 28,440 Wm-2. Ao longo do experimento os blocos foram sendo sucessivamente retirados e as amostras irradiadas, tornando possível a irradiação sob diferentes espessuras de tecido. Os dados foram obtidos por espectrorradiometria direta e analisados no programa Origin 7.0® através de equações de ajuste a esse modelo experimental. Os resultados obtidos demonstraram as seguintes tendências: a transmissão dos lasers vermelho e infravermelho possuem relação inversamente proporcional à espessura do tecido irradiado; o coeficiente de atenuação do tecido ósseo aos lasers é inversamente proporcional à irradiância incidente; a penetração dos lasers possuem relação inversamente proporcional à irradiância e não altera-se significativamente em função da irradiância e sim em função do comprimento de onda; o laser na região do infravermelho possui um menor coeficiente de atenuação e uma maior penetração em relação ao vermelho. Pode-se concluir que os valores do coeficiente de atenuação e a penetração dos lasers na região do vermelho de I 682 - 685 nm e do infravermelho de I 826 - 829 nm do espectro eletromagnético na região de corpo de mandíbula humana seca, são principalmente determinados pelas características ópticas e morfológicas do tecido, não sendo possível a determinação de um padrão único de interação laser/tecido, e sim tendências
Palavras-chave: TECIDO ÓSSEO
LASER DE BAIXA INTENSIDADE
MANDÍBULA
ESPECTROSCOPIA
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Sigla da instituição: PUCRS
Departamento: Faculdade de Odontologia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Citação: ABREU, Marcelo Emir Requia. Avaliação do coeficiente de atenuação e da penetração de lasers de 682 685 nm e 826-829 nm pelo tecido ósseo humano através de espectrorradiometria. 2007. 215 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/1188
Data de defesa: 9-Jan-2007
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Odontologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
386622.pdfTexto Completo8,39 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.